Aumento das queimadas na Amazônia

Mês de agosto registra aumento no número de queimadas na Amazônia, de acordo com o Inpe. Aumento no número de brigadistas e investimento em equipamentos foram feitos para enfrentar o problema.

Aumento das queimadas na Amazônia
Aumento das queimadas na Amazônia (Imagem/Reprodução: Araquém Alcântara/WWF-Brasil)

Todos os anos a região da Amazônia registra vários focos de incêndios.

No entanto, o mês de agosto já superou os números de julho, isso de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que monitora os focos de calor por satélite.

Queimadas na Amazônia

Estamos ainda na terceira semana de agosto e o número de queimadas na região amazônica já impressiona.

Para se ter uma ideia da dimensão dos incêndios, em todo o mês de julho foram registrados 1.173 focos de calor, enquanto que até o dia 14 de agosto o estado já havia registrado 4.167 queimadas.

De fato, esse é o período, de junho a outubro, em que acontecem mais focos de incêndio na região. No entanto, em um único mês houve um aumento tão expressivo.

De 1º a 7 de agosto 1.740 queimadas foram registradas e, entre os dias 8 e 14, foram mais 2.427, nesse sentido, aconteceu um aumento de 71% em apenas uma semana.

Grande parte dessas queimadas acontece por conta da agropecuária, pois, os pecuaristas e fazendeiros querem ampliar os pastos para cultivar o gado.

Leia mais: Governo de AM anuncia reforço contra crimes ambientais na região

Ações de combate às queimadas

Algumas ações estão sendo tomadas estadual e nacionalmente para reduzir o número de queimadas na Amazônia.

Na última sexta-feira, 13, uma reunião no Palácio do Planalto debateu o tema com diversas entidades, estavam presentes os representantes do :

Conselho Nacional da Amazônia Legal (CNAL), os ministérios do Meio Ambiente, Justiça, Defesa, Saúde; Ibama, ICMBio e Polícia Rodoviária Federal.

No encontro cada entidade teve a oportunidade de apresentar suas ações de combate, por exemplo, três mil brigadistas estão atuando em todo o país para enfrentar os focos de incêndio.

Além disso, a Polícia Federal tem realizado ações voltadas para a apreensão de madeira e de minérios extraídos irregularmente.

Até então, a apreensão foi de 16 mil m3 de madeira e 22 quilos de ouro.

Continue acompanhando O Norte e fique bem informado.

Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora do Jornal O Norte.