Governador do Maranhão diz que não há previsão para retorno das aulas

O calendário de volta às aulas nas escolas do Maranhão foi um dos assuntos discutidos pelo governador do Estado, Flávio Dino (PCdoB), durante entrevista via internet ontem. De acordo com o governador, não existe estimativa de retomada das aulas na rede pública estadual.

Governador do Maranhão diz que não há previsão para retorno das aulas
Governador do Maranhão diz que não há previsão para retorno das aulas. (Imagem: Google).

Dino revelou que por questões de segurança sanitária a medida foi tomada. As atividades só serão retomadas quando existirem condições favoráveis para evitar o risco de contaminação para alunos, professores colaboradores das escolas públicas.

Sindicato das escolas particulares do Maranhão faz cronograma de retorno das aulas presenciais

Na última quarta-feira (29) o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado do Maranhão (Sinpe-MA) anunciou que irá manter o calendário das aulas presencias. A previsão é que a atividade retorne na próxima segunda-feira (3).

Leia mais: IFMA oferece curso de inglês on line e gratuito; veja como se inscrever!

A medida foi tomada depois do governo do Estado adiar pela quinta vez o retorno das aulas nas escolas estaduais. Antes do anúncio do governador a data prevista para a retomada era 10 de agosto. Para chegar a decisão de indefinir o retorno das aulas, o governo realizou uma verificação junto aos pais de alunos.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Maranhão, até esta quinta-feira foram registrados mais de 119 mil casos de coronavírus e 2.996 pessoas não resistiram a doença. O órgão divulgou ainda que 107.105 pessoas já foram curadas.

Proprietários de escolas particulares do Norte e Nordeste reclamam de crise na pandemia

Quase cinco meses após a suspensão das aulas de um modo geral em todo o país, proprietários de escolas particulares estão se mobilizando contra a crise que afeta o setor. Somente esta semana, duas manifestações foram realizadas com o intuito de chamar atenção dos governos para a retomada das aulas presenciais no setor privado.

Em Belém, capital do Pará, a categoria realizou uma carreata pelas ruas até a Assembleia Legislativa do Estado, onde foi recebida por uma comissão. Já em Fortaleza, no Ceará, os colaboradores e donos de escolas particulares fecharam o trânsito no bairro Aldeota, onde está situado o Palácio da Abolição. A categoria afirma que está preparada para o retorno das aulas presenciais, contudo, respeitando as normas de segurança sanitária.

Mara Rodrigues é formada em jornalismo pela Universidade Estácio de Sá com mais de 13 anos de experiência. Já atuou como repórter de economia e polícia do jornal O Estado, repórter de cotidiano da TV Diário e assessora de comunicação. Atualmente trabalha como repórter de cotidiano da TV Cidade, filiada da Record TV no Ceará e dedica-se a redação do jornal O Norte.