Eleições 2020: TSE firma parceria com WhatsApp no combate às fake news

Na última quarta-feira (30) o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) formalizou a sua parceira com as redes sociais WhatsApp, Facebook e Instagram. O objetivo é que o aplicativo leve informações diretamente aos eleitores durante as eleições 2020.

Eleições 2020: TSE firma parceria com WhatsApp no combate às fake news
Eleições 2020: TSE firma parceria com WhatsApp no combate às fake news (Imagem: Reprodução GSE MKT Digital)

Para formalizar a parceira aconteceu um evento virtual, contando com a presença do ministro do TSE Luís Roberto Barroso e de três representantes das redes sociais.

Parceria com a rede social WhatsApp

Com esta parceira, o WhatsApp permite que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) envie mensagens aos eleitores sobre cuidados sanitários e também para rebater todas as informações falsas que são passadas durante a campanha.

A secretária geral do TSE, Aline Osorio explicou que: “O TSE será a primeira autoridade eleitoral do mundo a ter um chart bot dentro do aplicativo, que permitirá aos eleitores interagirem com o Tribunal Superior Eleitoral no Whatsapp. Haverá um canal específico para que a Justiça Eleitoral e cidadãos possam denunciar contas suspeitas de fazerem disparos em massa. Recebida a denúncia, o Whatsapp conduzirá uma apuração interna para verificar se as contas indicadas violaram as políticas do aplicativo. E, se for o caso, irá bani-las”.

O aplicativo irá transmitir uma comunicação direta com os eleitores. Para receber as mensagens é só adicionar o número +55 61 9637-1078 na lista de contatos ou acessar o contato direto pelo link https://api.whatsapp.com/send/?phone=556196371078&text&app_absent=0.

O TSE não permite a distribuição do disparo de mensagens em massa e, para denuncia-las o TSE irá estabelecer um canal de comunicação específico. Depois de receber as denúncias, o WhatsApp conduzirá uma investigação interna para verificar se as contas violaram as políticas de uso do aplicativo, caso seja verdadeira a denúncia a conta será banida.

Também esteve presente no evento virtual o diretor de políticas públicas para o WhatsApp, Dario Durigan. “O WhatsApp Inc. tem feito mudanças importantes de produto para reduzir a disseminação de mensagens virais, as quais podem incluir conteúdos falsos. Nestas eleições, o WhatsApp trabalha próximo ao TSE para coibir o uso irregular do aplicativo”.

Leia mais: Justiça anuncia suspensão da biometria nestas eleições 2020

Instagram e Facebook nas eleições 2020

A parceria com o Facebook ganhou o nome de Facebook Brasil, nele será disponibilizada uma ferramenta chamada Megafone. Por meio dessa ferramenta, os usuários receberão mensagens sobre às medidas de segurança e à organização no dia da eleição.

Os usuários da rede social Instagram vão contar com stickers/figurinhas todas com temáticas das eleições municipais.

Mariana Castro é formada em Pedagogia pela Universidade Brás Cubas em Mogi das Cruzes – SP. Atualmente trabalha como professora na rede privada de ensino e dedica-se a redação do Jornal O Norte.