Atenção! Auxílio emergencial para profissionais da cultura em Paulista-PE foi liberado

Na cidade de Paulista, localizada em Pernambuco, os profissionais da área da cultura terão direito ao auxílio emergencial. A prefeitura visa diminuir os impactos econômicos e também sociais causados pelo coronavírus.

auxílio emergencial
Atenção! Auxílio emergencial para profissionais da cultura em Paulista-PE foi liberado (Foto: Reprodução Google)

Na ultima quinta-feira (24), alguns profissionais já estavam regularizando o beneficio nas secretarias responsáveis para fazer o cadastro.

Auxílio emergencial é liberado para profissionais que atuam nas áreas de:

  • Música;
  • Artes: Dança, Teatro e outras;
  • Motoristas de transportes escolares.

O beneficio é somente para os residentes do município de Paulista. As pessoas devem procurar as secretarias de Turismo e Cultura, Desenvolvimento Econômico e Administração das Regionais.

A prefeitura divulga ainda que a previsão é que o auxílio dure cerca de três meses, contemplando outubro, novembro e dezembro.

Os atendimentos devem ocorrer até o dia 30 deste mês, e será feito somente de forma presencial. O horário para receber os profissionais é de 08h ás 13h, nas secretarias.

Para os profissionais do ramo de transporte escolar, a responsabilidade do cadastro fica para a Secretaria de Mobilidade e Administração das Regionais. Todas funcionam no Centro Administrativo da prefeitura, no bairro de Maranguape I.

Leia mais: Governo de Pernambuco divulga 30 vagas de emprego; salários ultrapassam R$4 mil

Auxílio e os impactos na cultura no estado de Pernambuco

Todos os setores econômicos sofreram com os impactos da pandemia do Corona Vírus, mas o setor cultural e criativo foi um dos mais afetados em toda a cadeia. Quase que 40% dos profissionais registaram perdas.

Antes da pandemia, os setores de cultura registravam quase R$43,7 bilhões em riquezas para o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Cerca de, 2,61% de toda riqueza nacional era produzida por esses setores.

Agora muitas organizações estão trabalhando em conjunto para que o setor possa se reerguer e retomar as atividades necessárias.

A coordenadora de Cultura da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) do Brasil, Isabel de Paula pontua que não tem nenhuma dúvida em relação a importância das pesquisas relacionadas aos levantamentos que visam mapear as perdas nos setores culturais.

“Teremos que pensar em uma nova maneira de construir esse trabalho”, diz a diretora. Ela pontua ainda que a Unesco garante total apoio nesse momento.

Larissa Luna é graduanda em Psicologia pela Faculdade Frassinetti do Recife (FAFIRE) e graduanda em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Como universitária, estuda analises de pesquisas feitas a partir de conceitos sociológicos e antropológicos em paralelo com a Psicologia. Atualmente dedica-se a redação do Jornal O Norte.