Bares, shows, cinemas e eventos podem voltar a funcionar no Ceará

O secretário executivo de Planejamento e Orçamento da Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado do Ceará, Flávio Ataliba anunciou durante entrevista nesta segunda-feira (3) uma decisão que vai ajudar alguns setores da economia.

Bares, shows, cinemas e eventos podem voltar a funcionar no Ceará
Bares, shows, cinemas e eventos podem voltar a funcionar no Ceará. (Imagem: Google).

O gestor que também é coordenador do Plano de Retomada das Atividades Econômicas do estado anunciou que cinemas, bares, shows e eventos podem voltar funcionar no estado a partir do próximo mês.

Segundo o secretário, as atividades vão continuar sendo estudadas no mês de agosto e caso hajam bons índices sanitários, os setores podem voltar a atuar no estado.

O Ceará está na quarta fase do plano de retomada da economia. Flávio Ataliba disse ainda que as medias devem ser tomadas com muito cuidado para evitar que haja um acréscimo no número de casos de Covid-19.

O estado terá ainda uma fase de transição e mais quatro fases. O secretário disse ainda em entrevista que caso não haja o cuidado devido, existe o risco de recuar etapas, o que não seria bom para o Ceará.

Até este domingo (2), 7.710 óbitos foram confirmados no Ceará por coronavírus. 147.622 foram infectadas. A plataforma IntegraSUS apontou 147.622 pessoas curadas da doença, 593 mortes sendo investigadas e 77.714 casos sob suspeita.

Leia mais: Atrasos no pagamento fazem médicos abandonarem serviço os postos de serviço em Sobral-Ce

Bares são fechados na capital do Ceará por descumprimento do decreto

A Polícia Militar autuou último sábado (1) nove estabelecimentos e fechou sete por descumprimento do decreto estadual. Os bares ainda não estão permitidos a funcionar no plano de retomada da economia.

Os bares fechados ficam nos bairros Dionísio Torres, Barra do Ceará, Cidade dos Funcionários, Mondubim, Planalto Pici, Edson Queiroz e Floresta. Perturbação do sossego alheio da vizinhança, poluição sonora e o uso de paredões de som, além de funcionamento em horário não permitido pelo decreto foram os motivos das autuações e fechamentos dos comércios.

A Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), Guarda Municipal (GMF) participaram da operação em parceria com a Polícia Militar. Cadeiras e mesas foram apreendidas nos comércios. O trabalho em conjunto acontece todos os dias, durante a noite em vários bairros na capital, de acordo com a Polícia Militar.

 

Facebook Comments