Atrasos no pagamento faz médicos abandonarem os postos de serviço em Sobral-CE

Médicos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Sobral, no interior do Ceará, decidiram não fazer os plantões de agosto por atrasos no pagamento. Os profissionais estão com os salários de junho atrasados e vivem uma situação de insalubridade na linha de frente do enfrentamento à pandemia de Covid-19.

Atrasos no pagamento faz médicos abandonarem os postos de serviço em Sobral-CE
Atrasos no pagamento faz médicos abandonarem os postos de serviço em Sobral-CE. (Imagem: Marcos Studart/ Gov. Ceará)

Como forma de protesto, os médicos sinalizaram que não vão cumprir os plantões do próximo mês. Entre as reivindicações estão: adicional de insalubridade pela atuação na pandemia e contratação de mais plantonistas para o exercício das funções. Os profissionais afirmam que estão atuando sob condições desgastante e insalubres.

Ainda disso, denunciam que a gestão do hospital estaria tentando negociar o cumprimento da escala de agosto garantindo o pagamento dos salários atrasados, mas sem resoluções para as outras questões reivindicadas. Em nota, eles afirmaram que “a discussão vai muito além do salário atrasado e envolve uma questão de melhores condições de trabalho e respeito”.

Repasse de pagamentos para médicos

A Prefeitura de Sobral emitiu uma nota explicando que mantém o repasse de valores referentes à gestão da UPA à Fundação Leandro Bezerra, entidade responsável pela administração do local. Em relação ao adicional de insalubridade, o órgão afirmou que o benefício é direcionado apenas a servidores municipais concursados, de acordo com o Decreto 2.462, publicado no Diário Oficial de Sobral.

Leia mais: Projeto no Ceará prevê multa de até R$ 285 reais para quem não usar máscara em ambiente público.

A Fundação Leandro Bezerra afirmou que o pagamento de junho já foi regularizado e que vai apurar o repasse recebido pela prefeitura. A gestão da UPA informou que os profissionais são pagos até o dia 25 do mês e admitiu que houve atraso de quatro dias no último acerto. Em relação à denúncia sobre a falta de contratação, garantiu que segue o padrão de qualidade do Ministério da Saúde e que o número de plantonistas da unidade está de acordo com o previsto por lei.

Em Sobral, o número de casos confirmados de Covid-19 chegou a 10.262 na última quarta-feira (29). A cidade registrou 283 mortes decorrentes da doença. Os dados são da Prefeitura de Sobral e estão disponíveis no boletim diário.

Facebook Comments

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.