Bolsa Família: Veja mudanças e confira calendário para o mês de setembro

O governo estendeu o o auxílio emergencial e com isso os beneficiários do bolsa família vão receber a 6º parcela do benefício disponibilizado pelo governo neste neste mês. O pagamento continua seguindo a mesma regra dos meses anteriores que pelo final do dígito do NIS e também pelo calendário oficial divulgado pelo benefício.

Bolsa Família: Veja mudanças e confira calendário para o mês de setembro
Bolsa Família: Veja mudanças e confira calendário para o mês de setembro (Imagem: Reprodução Google)

Pagamento e organização das parcelas

Tanto os beneficiários regular do bolsa família como aqueles que recebem o auxílio regular, as regras mediante pagamento são as mesmas. O beneficiário pode realizar o saque do auxílio nas casas lotéricas com o cartão ou por crédito na conta Caixa Fácil.

As pessoas que recebem o benefício comum será pago o valor extra de até R$ 300. Isto é, caso o beneficiário um valor maior do benefício que já recebe ele não vai fazer parte do auxílio emergencial.

O calendário referente a 6º parcela para os beneficiários, é esse:

Final do NIS Data do pagamento
1 17 de setembro
2 18 de setembro
3 21 de setembro
4 22 de setembro
5 23 de setembro
6 24 de setembro
7 25 de setembro
8 28 de setembro
9 29 de setembro
0 30 de setembro

Já os outros beneficiários que não fazem parte deste benefício, o pagamento será feito em lote. Você pode consultar a situação do seu auxílio no site ou aplicativo da Caixa.

Leia mais: Liberada mais uma parcela do auxílio emergencial; confira grupo beneficiado

Bolsa Família x Renda Brasil

Além disso, o governo está trabalhando continuamente no novo programa social o Renda Brasil. Ele veio para substituir o bolsa família em um futuro breve. Ele terá o mesmo formato do benefício comum só que será mais amplo.

Com o Renda Brasil o projeto do governo é que mais famílias fazem parte do novo programa social, inserindo 10 milhões de pessoas a mais. No entanto, para que seja possível alcançar essa quantidade de pessoas, outros programas sociais do governo deverão sofrer cortes.

O Renda Brasil já está prometido pelo governo e por isso nenhum outro programa social será concretizado em breve. O secretário especial da fazenda Waldery Rodrigues, diz que:

“Se o Renda Brasil tiver absorção do Bolsa Família o [orçamento] do Bolsa Família vai para o Renda Brasil. O PLOA traz sim a estimativa para o Bolsa Família. Não tem nenhum novo programa de assistência social”

Logo, o presidente Jair Bolsonaro está resistente em tirar dinheiro de outros programas para colocar no Renda Brasil, na semana passada ele disse:

Não podemos fazer isso aí, como, por exemplo, a questão do abono [salarial] para quem ganha até dois salários mínimos, que seria um 14º salário. Não podemos tirar isso de 12 milhões de pessoas para dar ao Bolsa Família, ao Renda Brasil ou como for chamar esse novo programa”

Facebook Comments

Mariana Castro é formada em Pedagogia pela Universidade Brás Cubas em Mogi das Cruzes – SP. Atualmente trabalha como professora na rede privada de ensino e dedica-se a redação do Jornal O Norte.