CadÚnico: Veja quem pode se inscrever e receber os benefícios do Governo Federal

O Cadastro Único – CadÚnico é um programa social realizado pelo Governo Federal, na tentativa de identificar e contemplar as famílias de baixa renda com programas sociais e de benefícios financeiros, como o Programa Bolsa Família. O programa Cadastro Único já reúne cerca de 73,4 milhões de brasileiros, e tem como objetivo identificar as famílias de baixa renda e em situações de vulnerabilidade.

CadÚnico: Veja quem pode se inscrever e receber os benefícios do Governo Federal
CadÚnico: Veja quem pode se inscrever e receber os benefícios do Governo Federal (Foto: Reprodução Google)

O cadastro pode ser feito de maneira gratuita em todas as cidades do pais. Mais de 7 programas são contemplados para as pessoas que possuem o registro no CadÚnico e as prefeituras das cidades podem fazer a inscrição dos residentes. Em algumas cidades o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) também pode realizar a ação.

No inicio deste ano cerca de 51,4 milhões de pessoas receberam o auxilio emergencial de R$600 pelo registro no CadÚnico, o que facilitou o processo do pagamento para as pessoas que já estavam cadastradas.

Quase 70% das pessoas cadastras tiveram direito ao benefício do governo. É possível identificar o seu registro no Cadastro Único através doNumero de Identificação Social (NIS).

O principais programas que o CadÚnico dá acesso, são:

Leia mais:Recadastramentos do Bolsa Família e CadÚnico continuam suspensos em Maceió 

E quem pode receber os benefícios e se inscrever no Cadúnico?

Para participar, é preciso atender os requisitos exigidos pelo Governo Federal. Famílias com duas ou mais pessoas , e pessoas que moram sozinhas podem se cadastrar se:

  • Somando o salário de todas as pessoas da família e dividindo pelo número de membros da família, o valor for de até R$ 522,50 (metade do salário mínimo) por mês; OU
  • A soma dos salários de todas as pessoas da família for de até R$ 3.135,00 (três vezes o salário mínimo);
  • Estiverem em situação de rua, seja uma pessoa sozinha em situação de rua ou uma família em situação de rua;
  • Cidadãos que precisam do cadastro para algum serviço especifico mesmo não estando dentro dos requisitos, também podem fazer o cadastro.

O cadastro só pode ser realizado presencialmente e e o responsável pela família deve comparecer com a documentação completa:

  • CPF;
  • Título de Eleitor.

Todas as inscrições devem ser feitas presencialmente e para mais informações é possível contatar do Ministério da Cidadania no telefone 121.

Larissa Luna é graduanda em Psicologia pela Faculdade Frassinetti do Recife (FAFIRE) e graduanda em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Como universitária, estuda analises de pesquisas feitas a partir de conceitos sociológicos e antropológicos em paralelo com a Psicologia. Atualmente dedica-se a redação do Jornal O Norte.