Casamento comunitário em São Luís: Inscrições 2021 oferecem 500 vagas

A Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão pretende realizar uma nova edição do casamento comunitário em São Luís. No total serão 500 casais oficializando a união neste dia de evento!

Casamento comunitário em São Luís: Inscrições 2021 oferecem 500 vagas
Casamento comunitário em São Luís: Inscrições 2021 oferecem 500 vagas (Imagem/Reprodução: Poder Judiciário do Maranhão)

Já estão abertas as inscrições para o Casamento comunitário em São Luís realizado pela Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão (CGJ-MA).

O órgão pretende oficializar 500 uniões de pessoas de baixa renda, que não teriam condições de pagar as despesas da união.

Os cinco cartórios Registro Civil de Pessoas Naturais de São Luís, parceiros do Judiciário no projeto receberão os noivos presencialmente para a realização das uniões. As cerimónias acontecerão com horário agendado no período de 9 a 27 de agosto.

O projeto é possível, pois, as despesas são custeadas pelo Fundo de Registro Civil (FERC). Assim, em momento algum do processo é possível haver cobranças de taxas ou despesas.

Leia mais em: Nordeste Acolhe: Como funciona programa que irá acolher órfãos da COVID-19?

Inscrições para o Casamento comunitário em São Luís

As inscrições são virtuais, basta que os interessados acessem o portal do Poder Judiciário do Maranhão e realizar a inscrição até a próxima sexta-feira, 30, ou até o preenchimento das vagas.

Os noivos precisam preencher o formulário de inscrição e enviar os seguintes documentos:

  • Documento de nascimento dos noivos, caso sejam solteiros;
  • Documentos que com comprovem de óbito do cônjuge falecido, quando for o caso;
  • Certidão de casamento com a separação judicial, ou, divórcio averbado em cartório;
  • Autorização dos pais, caso um dos noivos tenha idade entre 16 e 18 anos;
  • Carteira de identidade e CPF de ambos (frente e verso);
  • Comprovante de endereço dos dois;
  • Carteira de identidade de duas testemunhas.

Os noivos devem preencher todos os campos do formulário disponível no portal, de forma idêntica ao que está nos documentos.

Além disso, realizar o envio dessa documentação por meio de escaneamento/digitalização e/ou fotos legíveis para serem validados pelos cartórios.

Caso os documentos apresentem algum tipo de problema, estejam ilegíveis, por exemplo, os noivos podem perder a inscrição e ficar de fora da cerimônia.

Caso os noivos tenham dificuldade de acesso à internet, eles poderão procurar ajuda através do Telejudiciário: 0800-707-1581, ligação gratuita.

Continue acompanhando O Norte e fique bem informado.

Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora do Jornal O Norte.