Coronavírus: Olinda-PE avança na flexibilização da reabertura do comércio

A Prefeitura de Olinda (PE) publicou um novo decreto com avanços na flexibilização de serviços. O documento permite a reabertura de restaurantes, de quiosques da praia e do comércio das tapioqueiras. O banho de mar também foi liberado, depois de quatro meses de proibição. A prática de esportes individuais ou em grupos familiares pode ser realizada com restrição de horário e igrejas e templos poderão receber até 50% da capacidade.

Coronavírus: Olinda-PE avança na flexibilização da reabertura do comércio
Coronavírus: Olinda-PE avança na flexibilização da reabertura do comércio. (Imagem: Passarinho/PMO)

O uso de máscaras em espaços públicos, nas igrejas, no comércio e nos outros serviços autorizados a funcionar continua sendo obrigatório, de acordo com decreto estadual.

Os restaurantes precisam adotar uma série de medidas, como distanciamento de 1,5 metro entre as mesas, para garantir segurança no atendimento.

Leia mais: Concursos na região Nordeste reúnem mais de 1.000 vagas de emprego

O município informou que a flexibilização poderá ser revista se as autoridades sanitárias indicarem ou conforme o protocolo de abertura do comércio e serviços, publicado pelo governo estadual.

O que pode funcionar no comércio de Olinda?

  1. Banho de mar nas áreas seguras e prática de esportes na orla marítima, respeitando o distanciamento social e o limite de horário até as 17 horas. Não é permitido o uso de barracas, guarda-sol, cadeiras, isopor e caixas térmicas;
  2. Reabertura dos quiosques instalados na orla da praia, sem venda e consumo de bebidas alcoólicas, com o horário de funcionamento das 6 às 20 horas;
  3. Igrejas e templos religiosos podem aumentar a capacidade de lotação, passando de 30% para 50%, conforme orientação das autoridades sanitárias;
  4. Comércio das tapioqueiras e artesãos de Olinda, com distanciamento entre as barraquinhas, sem consumo de alimentos e bebidas e sem disponibilização de bancos e cadeiras no local;
  5. Prática de esportes individuais ou em grupos familiares, inclusive com acompanhamento de profissional conforme a necessidade; corridas, caminhadas e uso de bicicleta;
  6. Reabertura de estabelecimentos que comercializam refeições, com restrições: distanciamento, uso de máscaras e álcool gel, sem apresentações musicais e outras. A lotação deve ser de no máximo 50% da capacidade normal e o limite de horário até 22 horas;

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES) de Pernambuco, o número de casos confirmados de coronavírus chegou a 79.452, com 5.984 mortes confirmadas. Em Olinda, são 4.375 confirmações e 317 óbitos causados pela doença.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.