Cronograma do Fies 2021 já foi publicado; confira detalhes e NOVAS regras

O Ministério da Educação confirmou a publicação do edital de seleção para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies 2021). O documento com o calendário e detalhes do programa deve ser divulgado no dia 18 de dezembro. A previsão é que a consulta de vagas seja entre os dias 22 e 25 de janeiro de 2021. As inscrições para a edição do primeiro semestre do ano que vem serão abertas entre 26 e 29 de janeiro de 2021. O resultado será divulgado no dia 2 de fevereiro.

Cronograma do Fies 2021 já foi publicado; confira detalhes e NOVAS regras
Cronograma do Fies 2021 já foi publicado; confira detalhes e NOVAS regras. (Imagem: Montagem / Jornal O Norte)

Confira mudanças no Fies em 2021

A próxima edição do Fies terá algumas mudanças, como a exigência de nota mínima de 400 pontos na redação do Enem. Até a edição de 2020, não havia a exigência de nota mínima na redação. Além disso, continua em vigor a regra da média mínima de 450 pontos nas provas objetivas do exame.

As alterações também vão dificultar a transferência de curso dentro da instituição de ensino. Para isso, os estudantes precisarão ter resultado igual ou superior à nota de corte do curso de destino.

Leia mais: Enem 2020: Inep disponibiliza materiais de apoio para o exame; saiba como acessar

As regras não englobam o P-Fies, financiamento mantido por fundos constitucionais e de desenvolvimento e por bancos privados. Para participar da modalidade, não será necessário ter realizado Enem e não há mais limite de renda. Além disso, o financiamento poderá ser contratado durante todo o ano.

Calendário do Fies 2021.1

  • Inscrições: de 26 a 29 de janeiro de 2021;
  • Resultado: 2 de fevereiro de 2021;
  • Complementação da inscrição para os pré-selecionados em chamada única: de 3 a 5 de fevereiro de 2021;
  • Convocação pela lista de espera: de 3 de fevereiro até 18 de março de 2021.

Leia mais: CNH Social 2021: Saiba TUDO sobre o processo de inscrição no programa

O Fies é uma iniciativa do governo federal que facilita o acesso ao crédito para financiamento de cursos de ensino superior em instituições privadas. O financiamento não tem incidência de juros e é voltado a estudantes com renda familiar de até três salários mínimos por pessoa; o percentual máximo do valor do curso financiado é definido conforme a renda familiar.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.