Enem 2020: Inep disponibiliza materiais de apoio para o exame; saiba como acessar

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponilizou materiais de apoio para os inscritos do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem 2020). Pela primeira vez, as provas acontecerão em duas versões: impressa e digital. As datas para o exame são 17 e 24 de janeiro para a primeira opção e 31 de janeiro e 7 de fevereiro para a versão on-line.

Enem 2020: Inep disponibiliza materiais de apoio para o exame; saiba como acessar
Enem 2020: Inep disponibiliza materiais de apoio para o exame; saiba como acessar (Imagem: Reprodução / Google)

De acordo com o Ministério da Educação (Mec), 5.783.357 pessoas realizaram as inscrições para o exame. Desse total, 96.086 escolheram a versão digital e o restante a versão impressa. A dois meses da realização das provas, o material lançado contém informações sobre:

  • Correção do exame;
  • Método de correção da redação dissertativa-argumentativa;
  • Realização da contagem de pontos;
  • Exemplos de redação modelo que conquistaram a nota máxima no exame.

Entre estes pontos, uma novidade para este Enem é a disponibilidade do manual de correção.

Leia mais: Paraíba oferece 2,6 MIL vagas em cursos gratuitos de capacitação profissional; inscreva-se

Plataforma para surdos no Enem 2020

Outra iniciativa voltada aos inscritos é a Plataforma Vídeo prova em Libras, um método inclusivo e direcionado à comunidade surda que funciona desde 2017. Através deste sistema, os estudantes surdos poderão ter acesso às provas anteriores, assim como dicas de redação e cartilha do participante. Neste ano, porém, o canal ainda não foi atualizado.

Do total de inscritos para o Exame Nacional do Ensino Médio, 52.598 estudantes realizaram a solicitação para atendimento especial. Destes, 1.353 declararam apresentar surdez.

ENEM

O Enem é o principal vestibular do país. Por meio deste exame, os estudantes podem adentrar ao Ensino Superior na modalidade privada ou pública. O sistema iniciou em 1998 e foi reformulado em 2009, período este em que o acesso às universidades através do Enem ganharam mais adeptos.

Na primeira fase do exame, o Governo realizava uma análise do modelo educacional do ensino médio no pais. Após mudanças nas diretrizes, o Enem surgiu como um vestibular no Brasil.

Leia mais: Ministro da Educação ignora aumento dos casos da Covid-19 e DEFENDE retorno das aulas presenciais

As provas são realizadas em dois dias, antes consecutivos, agora com intervalo de uma semana para cada etapa. O exame é composto por 180 questões divididas entre linguagens, códigos e suas tecnologias, ciências da natureza, ciências humanas, matemática e suas tecnologias. O processo seletivo ainda conta com uma redação de caráter dissertativo-argumentativo e com característica eliminatória e classificatória.

Após a realização do exame, o estudante precisa se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (SISU) ou ProUni (Programa Universidade para Todos). O primeiro para universidades públicas de caráter estadual ou federal e a última para universidades privadas.

A modalidade FIES é para quem deseja um financiamento que deve ser pago após a conclusão do curso superior.

Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do Jornal O Norte traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.