Eleições 2020: TSE anuncia assistente virtual para tirar dúvida dos eleitores

Nas eleições deste ano, os eleitores podem contar com um assistente virtual para tirar dúvidas sobre o pleito. A ferramenta funciona pelo aplicativo do WhatsApp e foi lançada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o objetivo de facilitar o acesso a informações importantes e reforçar o combate à desinformação.

Eleições 2020: TSE anuncia assistente virtual para tirar dúvida dos eleitores
Eleições 2020: TSE anuncia assistente virtual para tirar dúvida dos eleitores. (Imagem: Marcello Casal Jr./ Ag. Brasil)

A comunicação é feita com um chatbot ou bot (assistente virtual), que disponibiliza informações sobre diferentes temas, como cuidados com a saúde para votar, informações sobre dia, horário e local de votação e até dicas para mesários e informações sobre candidaturas, por exemplo.

Como acessar o assistente virtual das eleições 2020

Para ter acesso ao assistente, basta apontar a câmera do celular para o QR Code disponível no site do TSE ou adicionar o número de telefone +55 61 9637-1078 à lista de contatos. Também é possível entrar pelo link disponível no site.

O chatbot oferece uma lista de tópicos separados por tema para o eleitor escolher. Após digitar o número do tópico escolhido, o assistente apresenta as informações solicitadas. Um dos tópicos, chamado de “Fato ou Boato?”, disponibiliza conteúdos desmentidos por agências de checagem de fatos.

Leia mais: Eleições: TSE afirma que é falsa a informação de que eleitores idosos votarão em horário especial

O serviço foi planejado pelo TSE para desmistificar os principais boatos sobre urnas eletrônicas e conteúdos enganosos disseminados na internet durante a pandemia e o período eleitoral. A Justiça Eleitoral também firmou acordo com representante do setor de telecomunicações no Brasil para que usuários possam acessar o site sem gastar o pacote de dados. A medida vale entre setembro e novembro.

O calendário das eleições 2020 foi adiado em razão da pandemia. O primeiro turno será em 15 de novembro e o segundo turno em 29 de novembro, das 7 às 17 horas, com as três primeiras horas sendo preferencial para idosos. Cuidados especiais também estão sendo dedicados a pessoas dos grupos de risco para a covid-19. Os itens obrigatórios para votar são: documento oficial de identificação com foto e máscara de proteção. O TSE destaca que a entrada sem máscara nos locais de votação não será permitida.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.