Eleições 2020: Veja a proposta dos candidatos à prefeitura de Fortaleza

Foram divulgados os planos de governo dos candidatos a prefeitura da capital do Ceará, Fortaleza. Os cidadãos tem mais de 10 opções para votarem no dia 15 de novembro nestas eleições 2020.

Eleições 2020: Veja a proposta dos candidatos à prefeitura de Fortaleza (Foto: Reprodução Google)
Eleições 2020: Veja a proposta dos candidatos à prefeitura de Fortaleza (Foto: Reprodução Google)

O processo eleitoral de 2020 já começou, e desde a semana passada os candidatos estão permitidos de divulgar suas propostas, fazer campanhas eleitorais em rede sociais, e mídias como TV e rádio.

As eleições 2020 em Fortaleza contarão com um total de 11 candidatos para concorrer o cargo de Prefeito (a) da capital.

O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) já aprovou os candidatos que estavam aptos para participar do processo. As eleições 2020 acontecem em novembro, no dia 15 o primeiro turno e no dia 29 o segundo turno.

Algumas ideias como renda básica para a população vulnerável foram apresentadas pelos concorrentes.

Confira aqui todas as propostas

  • Anízio Melo (PCdoB)

É professor, e trás no seu plano governo ideias de controles para solucionar a situação de pandemia na cidade. E também prometo a criação de seis “Centros de Parto Normal” com vínculos nos hospitais da cidade.

“Por meio de plenárias, ouvimos várias pessoas para construir este plano de governo, que pensa uma Fortaleza melhor, contando com a valiosa contribuição de um conjunto de especialistas, de representantes da sociedade civil e diferentes setores da sociedade, visando construir um amplo debate, que respeite as diversidades étnicas, culturais, sexuais, econômicas, religiosas, a pluralidade de opiniões e interesse.” diz ele em sua proposta divulgada.

  • Capitão Wagner (PROS)

Em seu plano divulgado, o candidato promete a criação do Programa Nova Saúde Fortaleza (NSF), que propõe o atendimento 24hrs nos CAPS da cidade, e também o Programa de Atenção Integral ao Idoso.

“A estrutura do Plano está dividida em quatro Eixos Programáticos: 1. Pacto pela Saúde, Educação e Desenvolvimento Humano 2. Pacto pelo Desenvolvimento Econômico, Inovação e Emprego 3. Pacto pelo Meio Ambiente, Mobilidade e Infraestrutura da Cidade 4. Pacto por uma Governança Eficiente, Transparente e Participativa” dito em nota.

  • Célio Studart (PV)

O candidato do Partido verde, aponta um plano de governo com objetivo de desenvolver a sustentabilidade do município. Ele trás ainda ideais para respeito aos recursos naturais na cidade, e também incentivos fiscais para empresas que adotem as ideias de impactos ambientais positivos, para geração de novos empregos.

Diretrizes gerais –  A sustentabilidade como linha transversal na integração das questões sociais, econômicas e ambientais;  Promoção da cidadania e da justiça social;  Gestão pública fundamentada em princípios éticos, democráticos e transparentes; Gestão inteligente – de excelência e com austeridade;  Participação social ativa.

  • Heitor Férrer (Solidariedade)

Ferrer afirma em suas propostas, que pretende iniciar a redução das desigualdades sociais da população da capital, com maiores oportunidades e dando voz a essas pessoas.

“Os temas de ação propostos são: A. Habitação e Mobilidade Urbana; B. Economia e Finanças Públicas; C. Saúde Preventiva e Humanizada; D. Educação e Turismo; e. E. Segurança Participativa Municipal”

Leia mais: Fortaleza volta atrás e adia o início das aulas presenciais para outubro

  • Heitor Freire (PSL)

O candidato divulga que “proteger os valores das famílias fortalezenses”, é o objetivo de sua proposta “alinhadas ao pensamento conservador”. Planeja ainda a  criação de escolas militares e também a recuperação das bibliotecas públicas da cidade.

“Chegou a hora de mudar Fortaleza. A nossa capital merece um governo que olhe para as pessoas em primeiro lugar. As propostas aqui reunidas estão divididas em três eixos: ordem, amor e progresso. Acreditamos que com ordem, amor e progresso podemos fazer uma Fortaleza melhor, mais solidária e cheia de esperança. Acredito que só a direita faz direito e só os conservadores são capazes de proteger os valores das famílias fortalezenses.”

  • José Loureto (PCO)

O candidato ainda não apresentou o seu programa de governo para as eleições de 2020.

  • Luizianne Lins (PT)

A candidata pretende reduzir  o desemprego em massa na cidade, e também auxiliar os microempreendedores que foram prejudicados devido a pandemia.

“Nosso compromisso está exposto nesse programa de governo, construído a muitas mãos, de forma participativa. Sua essência está explicitada em 3 eixos ou macro objetivos de gestão: 1. Proteção e promoção social; 2. Plano municipal de reconstrução econômica e recuperação dos empregos; 3. Gestão inovadora e promotora de novas tecnologias sociais.”

  • Paula Colares (UP)

Também propõe a minimização dos desempregos em Fortaleza, estimulando as inciativas e cooperativismo sério.

“Nos últimos anos, os governos do PDT se limitaram a propagandear obras públicas (embora poucas), muitas delas voltadas apenas às áreas mais ricas da cidade. Prometeram milhares de casas, creches em tempo integral, saúde e educação de qualidade. Não vimos nada isso! Ao olharmos mais de perto, temos aprofundada a mesma dura realidade: de um lado, a cidade do futuro, estruturada, cheias de serviços, turística; de outro, as favelas, as periferias, sem amparo do poder público sofrendo com o descaso. Fora isso, temos um transporte caro, que não atende a todos e precarizado.”

  • Renato Roseno (Psol)

O candidato apresenta 50 propostas para Fortaleza, entre elas projetos que vizam diminuir a precarização do trabalho para os cidadãos trabalhadores da cidade.

  • Samuel Braga (Patriotra)

Braga, deseja implementar ações que tornam Fortaleza uma cidade socialmente justa, ecologicamente sustentável e Economicamente viável.

  • Sarto Nogueira (PDT)

O candidato propõe ideias para fomentar as iniciativas privadas e as forças produtivas da cidade, como pequenos negócios. E também, promete dar continuidade a gestão do atuaç prefeito Roberto Cláudio, com eixos estratégicos no programa Plano Urbanístico e Socioeconomico.

Larissa Luna é graduanda em Psicologia pela Faculdade Frassinetti do Recife (FAFIRE) e graduanda em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Como universitária, estuda analises de pesquisas feitas a partir de conceitos sociológicos e antropológicos em paralelo com a Psicologia. Atualmente dedica-se a redação do Jornal O Norte.