Governo de Sergipe avança e anuncia protocolo de retorno das aulas

Após sete meses de atividades presenciais suspensas, as escolas de Sergipe poderão retornar a ministrar as aulas em sala aos alunos. A decisão foi anunciada na semana passada pelo governador, Belivaldo Chagas, e publicada resolução nesta terça-feira (20) no Diário Oficial.

Governo de Sergipe avança e anuncia protocolo de retorno das aulas (Foto: SEED / Arquivo)
Governo de Sergipe avança e anuncia protocolo de retorno das aulas (Foto: SEED / Arquivo)


No primeiro momento, serão as escolas privadas a retomarem as atividades devido à quantidade de alunos matriculados na rede pública. Ao portal G1, o governador afirmou que essa etapa faz parte de estratégia.

“Com isso, teremos cerca de 42 mil alunos em atividade. Todos os protocolos com as questões sanitárias estão prontos”.

No dia 3 de novembro, podem voltar às aulas presenciais alunos da rede privada. Já os da rede pública, retornam no dia 17 de novembro. Segundo reportou o portal, a volta dos alunos será gradual, progressiva e híbrida, com capacidade de atendimento aos alunos pela metade, iniciando-se exclusivamente pelos seguintes alunos:

  • Do 3º ano do ensino médio regular;
  • Concludentes da educação profissional tecnológica integrada ao ensino médio;
  • Educação de jovens e adultos; cursos livres de pré-vestibular e Enem;
  • Aulas e atividades práticas de ensino superior;
  • Aulas e atividades práticas da educação profissional tecnológica.

Berçários e creches, ensino infantil e alunos dos 1º e 2º ano do ensino médio ainda não estão autorizados a retomarem as aulas presenciais.

Ensino Superior em Sergipe

Na próxima semana, a partir do dia 26 de outubro, as unidades de saúde pública e privada ficam autorizadas a retornar com as atividades práticas de estágios educacionais para a graduação e pós-graduação.

Leia mais: Núcleo de Apoio ao Trabalho anuncia retorno das atividades presenciais em Aracaju

Ainda de acordo com o portal G1, o documento publicado liberou o funcionamento das atividades administrativas, operacionais e de apoio ao trabalho docente nas instituições públicas e privada a partir desta segunda-feira (19).

Comitê

As resoluções tomadas foram definidas pelo CTCAE (Comitê Técnico-científico de Atividades Especiais), criado para avaliar a situação da pandemia e decidir sobre as atividades especiais, como escolas, eventos, esportes com a presença de torcida, cinemas, teatros, museus, clubes e administração pública não essencial.

De acordo com o portal G1, o comitê é presidido pelo o governador Belivaldo Chagas, com participação de secretários geral do estado, de saúde e da Fazenda, além do procurador-geral, do superintendente especial de planejamento, monitoramento e captação de recursos, representantes empresariais e da Universidade Federal de Sergipe. O grupo também pode suspender as liberações a depender dos dados epidemiológicos do novo coronavírus.




Jornalista graduada pela FAPCOM (Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação). Foi repórter do site MigraMundo e Startupi, atuou na comunicação de ONG e em assessoria de imprensa. Atualmente trabalha como jornalista freelancer e redatora do Jornal O Norte.