Governo desativa cargo e exonera Rêgo Barros de ‘porta-voz’ da presidência

O Diário Oficial da União, divulgou ontem (7) o fim do cargo de porta-voz da presidência e a exoneração do General de Divisão do Exército Brasileiro Otávio Rego Barros. Desde setembro, o governo do presidente Jair Bolsonaro afirmou que o general seria exonerado.

Governo desativa cargo e exonera Rêgo Barros de 'porta-voz' da presidência
Governo desativa cargo e exonera Rêgo Barros de ‘porta-voz’ da presidência (Foto: Reprodução Google)

O general pernambucano Rêgo Barros, foi exonerado oficialmente na última quarta-feira (7), do cargo de porta-voz.

Em 2019, ele havia sido nomeado pelo então presidente da república, para ficar encarregado de informar a imprensa sobre a agenda do presidente, responder perguntar relacionadas a atual gestão e conceder entrevistas.

Agora, em razão da criação do novo Ministério das Comunicações, o cargo de porta-voz chega a sua finalidade.

O cargo era ligado à Secretaria de Comunicação Social e foi criado no século XX, durante a ditatura militar brasileira, na gestão do general Emílio Garrastazu Médici, em 1969.

Barros, que faz parte atualmente da reserva militar, tem experiências em comunicação social e contato com a imprensa, ele chefiou o Centro de Comunicação Social do Exército, quando era ativo.

Devido a pandemia do novo coronavírus, Otávio chegou a contrair o vírus, e o chamado “briefing diário” acabou não sendo realizado como de costume.

Leia mais: Conheça a ‘PEC de Flávio Bolsonaro’ que diminui para 14 anos a maioridade penal

A criação do novo ministério no Governo

A medida provisória (MP) de nº 980/20  de 10 de junho de 2020. A iniciativa é do atual governo federal, que visa a alteração da Lei nº 13.844, de 18 de junho de 2019, para a criação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações e também a criação do Mistério das Comunicações.

Agora, a responsabilidade da transparência das informações, agendas presidenciais, anúncios e etc ficará por parte do novo mistério. Na medida provisória, o artigo afirma:

 “O cargo de natureza especial de Secretário-Executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações no cargo de natureza especial de Secretário-Executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações;

III – dois cargos de nível 4 e três cargos de nível 2 do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores – DAS alocados à Secretaria Especial de Comunicação Social da Secretaria de Governo da Presidência da República no cargo de Ministro de Estado das Comunicações; e

IV – o cargo de natureza especial de Secretário Especial da Secretaria Especial de Comunicação Social da Secretaria de Governo da Presidência da República no cargo de natureza especial de Secretário-Executivo do Ministério das Comunicações.”

Larissa Luna é graduanda em Psicologia pela Faculdade Frassinetti do Recife (FAFIRE) e graduanda em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Como universitária, estuda analises de pesquisas feitas a partir de conceitos sociológicos e antropológicos em paralelo com a Psicologia. Atualmente dedica-se a redação do Jornal O Norte.