Governo do RN aprova volta às aulas no estado; conheça as regras de retorno

O governo do Rio Grande do Norte anunciou a data de retorno das aulas presenciais nas escolas públicas e privadas. A partir do dia 5 de outubro, instituições educativas vão receber estudantes seguindo protocolos de saúde, desde que os municípios estejam com uma situação epidemiológica controlada. A afirmação foi feita pelo secretário de Educação, Getúlio Marques, na tarde de quinta-feira (3), em Natal.

Governo do RN aprova volta às aulas no estado; conheça as regras de retorno
Governo do RN aprova volta às aulas no estado; conheça as regras de retorno (Imagem: Secretaria de Educação/PE)

As aulas presenciais estão suspensas desde o dia 18 de março no Rio Grande do Norte, em razão da pandemia do novo coronavírus. O último decreto do Governo do Estado mantinha a suspensão até 18 de setembro. Segundo o governo, as regras previstas para liberação das escolas e o novo decreto com a data de retorno serão publicados até semana que vem.

Adaptações e regras para o retorno das aulas no RN

Municípios e escolas precisarão se adequar às exigências sanitárias. Os que não estiverem dentro dos parâmetros estabelecidos não poderão retomar as atividades. O secretário afirmou que as instituições terão duas semanas para de adaptarem e possibilitarem a volta às aulas.

Ele também confirmou que o governo irá se reunir com um comitê setorial, com representantes de escolas privadas, públicas estaduais e municipais. O objetivo é que o executivo tenha subsídios sobre a situação em todo o território e recomendações do comitê científico.

Leia mais: Pernambuco: Comunidade e profissionais protestam pelo início imediato das aulas.

De acordo com o secretário de Saúde, Cipriano Maia, o sistema de educação deverá ter um protocolo unificado e precisará seguir as diretrizes do plano repassado pelo estado. O documento prevê rodízio de turmas e redução do número de alunos para 30%; a retomada será dividida em quatro fases.

Além dos esforços de cada escola, as secretarias municipais de Saúde precisarão reforçar a vigilância no público escolar, atentando-se a professores, estudantes e familiares, e demais servidores da educação.

O último boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria do Estado de Saúde Pública (Sesap) do Rio Grande do Norte aponta um total de 62.855 casos confirmados e 2.278 mortes por Covid-19. Outros 217 óbitos seguem sob investigação. A taxa de ocupação de leitos é de 41% na rede pública e de 16,3% na rede privada.

Facebook Comments

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.