IR-Paraíba: Receita libera pagamento de mais um lote; veja como consultar

Mais de 2,4 mil contribuintes da Paraíba receberam o lote residual de restituição do Imposto de Renda 2020 do mês de outubro. O valor total é de R$ 6.412.627,49, de acordo com a Receita Federal. As consultas podem ser feitas pela página da Receita na internet ou pelo telefone 146. O portal e-CAC também disponibiliza a checagem do IR-Paraíba pelo menu Meu Imposto de Renda.

IR-Paraíba: Receita libera pagamento de mais um lote; veja como consultar
IR-Paraíba: Receita libera pagamento de mais um lote; veja como consultar (Imagem: Reprodução Economia SC)

Se a restituição tiver sido liberada, mas o valor não for creditado, a Receita orienta o contribuinte a ligar para a Central de Atendimento pelo telefone 4004-0001 em capitais ou 0800-729-0001 nas demais localidades e 0800-729-0088, no caso de deficientes auditivos, para agendar o crédito em conta.

Como consultar a situação do IR-Paraíba

Na consulta do Imposto de Renda 2020, o contribuinte será informado: que foi contemplado e receberá os valores ou que a declaração está na “fila de restituição”, neste caso apenas aguardando a liberação de valores. Há situações de restituição “em processamento” ou na “fila de espera” do órgão; nestes casos, pode ser que haja alguma inconsistência de informações.

Na semana passada, a Receita também iniciou o envio de cartas a contribuintes cuja declaração esteja retida em malha fiscal. Os contribuintes precisarão fazer a autorregularização para evitar autuação fiscal e multas de ofício. Na Paraíba, são 3.254 cartas.

Leia mais: IR: Receita Federal libera 3 mil cartas para declarantes retidos na Paraíba

O delegado da Receita, Hamilton Sobral Guedes, explica que o objetivo da ação é estimular os contribuintes a verificarem o processamento de suas Declarações de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF) e a providenciarem as correções necessárias.

Para saber a situação da DIRPF, basta consultar as informações no site da Receita Federal, na aba “Onde Encontro?”, na opção “Extrato da DIRPF (Meu Imposto de Renda)”. É necessário utilizar o código de acesso ou uma conta Gov.br para login. A declaração retida em malha fiscal apresenta uma mensagem de pendência e orientações de como proceder.

A Receita Federal informa que o contribuinte que não aproveitar a oportunidade para se autorregularizar poderá ser intimado formalmente para comprovar as divergências. Depois da intimação não é possível fazer correções na declaração.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.