Mutirão para emissão de documentos continua em João Pessoa-PB

A população de João Pessoa ainda pode emitir documentos de forma gratuita no mutirão do Programa Cidadão. O atendimento seria finalizado no próximo domingo (4), mas foi prorrogado até dia 5 de novembro, com o acréscimo de mais um serviço: a emissão do Atestado de Antecedentes Criminais.

Mutirão para emissão de documentos continua em João Pessoa-PB
Mutirão para emissão de documentos continua em João Pessoa-PB (Imagem: Divulgação/ Sejusc)

O mutirão está sendo realizado no Espaço Cultural e o público-alvo é a população em situação de vulnerabilidade social. O atendimento para emissão de documentos será de segunda a sexta-feira, das 8 às 13 horas, restrito em 150 pessoas por dia. É necessário apresentar a Certidão de Nascimento ou de Casamento originais. Só serão aceitas cópias autenticadas em cartório.

Atendimento do mutirão em João Pessoa

Com a demanda provocada pela pandemia do coronavírus, a ação também ocorreu durante o último final de semana. Na primeira semana do mutirão, entre os dias 21 e 27 de setembro, foram realizados 3.946 atendimentos. Os serviços incluem emissão de RG, sendo primeira ou segunda via; CPF, também primeira ou segunda via; Carteira de Trabalho e Previdência Social Digital (CTPS) e foto 3×4 para documentos.

As ações do Programa Cidadão continuam de forma itinerante no interior do Estado, conforme calendário pré-estabelecido, passando por Pitimbu, Alhandra, nesta quarta-feira (30), Pilar, no dia 1º, e Sobrado, no dia 2.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Humano, Tibério Limeira, destacou a importância do Programa Cidadão e da prorrogação das atividades. Segundo ele, as dificuldades enfrentadas no primeiro dia de atividades presenciais de emissão dos serviços foram superadas a partir do segundo dia.

Leia mais: Governo Federal cria programa de emprego em João Pessoa; conheça a proposta

“Depois de seis meses de suspensão com a pandemia, conseguimos reorganizar os serviços e tranquilizar a população, pois teríamos mais dias pela frente”, afirmou Limeira. Ele também informou que o governo tomou as providências necessárias pensando no bem-estar dos usuários e na garantia da prestação dos serviços necessários e básicos.

A secretaria informou que está os protocolos de segurança sanitária contra a disseminação do novo coronavírus estão sendo seguidos e que a população deve comparecer ao local com máscara. As filas serão organizadas com distanciamento e será realizada aferição de temperatura na entrada.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.