Pesquisas revelam aumento de candidatos da área de saúde nas eleições 2020

Nas eleições de 2016 houve menos de 17 mil candidatos da área da saúde, o que já não é o caso das eleições 2020 que contou com a inscrição de 19 mil profissionais entre técnicos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, entre outros especialistas.

Pesquisas revelam aumento de candidatos da área de saúde nas eleições 2020
Pesquisas revelam aumento de candidatos da área de saúde nas eleições 2020 (Imagem: Reprodução Sociedade Brasileira de Psicologia Hospitalar)

Segundo especialista, o aumento é um efeito da pandemia e o destaque que a área da saúde recebeu nos últimos meses. Comparado as eleições de 2016 teve um aumento de 10% das candidaturas.

Profissões dos candidatos

Veja abaixo uma comparação das profissões e do número dos candidatos das eleições de 2016 e 2020.

2016

  • Técnico de Enfermagem – 3.214 candidatos;
  • Médico – 2.526 candidatos;
  • Enfermeiro – 3.732 candidatos;
  • Fisioterapeuta – 715 candidatos;
  • Biomédico – 124 candidatos;
  • Fonoaudiólogo – 58 candidatos.

2020

  • Técnico de Enfermagem – 4.631 candidatos;
  • Médico – 2.715 candidatos;
  • Enfermeiro – 3.883 candidatos;
  • Fisioterapeuta – 884 candidatos;
  • Biomédico – 152 candidatos;
  • Fonoaudiólogo – 86 candidatos.

Dentre as profissões citadas a que mais cresceu foi a de fonoaudiólogo, em 2016 58 concorrentes registrados e agora em 2020 tem 86, um aumento de 48%. Os médicos tiveram um aumento de 8% e os enfermeiros de 4%. Os técnicos de enfermagem é a ocupação com o maior número de candidatos tanto em 2016 como em 2020, o aumento foi de 1,4 mil candidatos a mais crescimento de 44%.

O professor do Departamento de Gestão Pública da FGV-SP Eduardo Grin, declarou que esse crescimento já era esperado, visto que a saúde pública foi o tema mais falado neste ano por causa da pandemia do coronavírus. “Saúde não é um problema novo para o eleitorado. O que é novo é a extensão da pandemia e o medo que nós temos de não conseguir ser atendidos pelo SUS, sobretudo porque a pandemia trouxe um aprofundamento da crise econômica. Muita gente perdeu o emprego, e a clientela do SUS aumentou”.

O cientista político também disse que a promessa de campanha de ter um bom serviço de saúde pública. “A pauta de saúde assumiu maior relevância neste ano. É a forma de o candidato criar um elo de maior conexão com o eleitor. É nessa perspectiva que se insere o aumento de candidatos vinculados à saúde.”

Leia mais: Eleições 2020: Por que é importante baixar o aplicativo e-título?

Cargos disputados nestas eleições 2020

Os cargos e a quantidade de candidatos na disputa pelos cargos são:

  • Prefeito- 1.242 candidatos;
  • Vice-prefeito- 16.998 candidatos;
  • Vereador- 1.222 candidatos.

Com base das candidaturas, o professor Eduardo Grin destacou que: “Há uma hierarquia na área da saúde, em que o médico está no topo e o enfermeiro está abaixo. No imaginário da população, um candidato a prefeito que vai se colocar como responsável por melhorar a saúde da cidade é um doutor. Assim, o apelo eleitoral do médico candidato é muito superior ao do enfermeiro”.

Mariana Castro é formada em Pedagogia pela Universidade Brás Cubas em Mogi das Cruzes – SP. Atualmente trabalha como professora na rede privada de ensino e dedica-se a redação do Jornal O Norte.