RN bate recorde e contabiliza mais de 10 mil candidatos nas eleições 2020

O Rio Grande do Norte (RN) superou a marca de 10 mil candidatos registrados para concorrer às eleições 2020. Ao todo, foram contabilizados 10.263 pretendentes aos cargos de prefeito e vereador, segundo dados da Justiça Eleitoral até a manhã de segunda-feira (28). A quantidade representa um recorde no estado.

RN bate recorde e contabiliza mais de 10 mil candidatos nas eleições 2020
RN bate recorde e contabiliza mais de 10 mil candidatos nas eleições 2020. (Imagem: Marcello Casal Jr/ Ag. Brasil)

O total de candidaturas teve um aumento de 12% em relação às últimas eleições municipais, de 2016, quando foram registrados 9.126 candidatos. Os dados são disponibilizados pela Justiça Eleitoral, que contabiliza o total de concorrentes desde 2004. O número total ainda pode aumentar com atualização de dados do sistema.

Distribuição dos candidatos do RN às eleições 2020

Dos mais de 10 mil concorrentes, 507 disputam 167 vagas para prefeito, e outros 507 para vice-prefeito. Já os candidatos a vereador somam 9.249, que buscam 1.522 vagas nas Câmaras Municipais. A concorrência é de três candidatos por vaga no Executivo e seis no Legislativo.

Na capital Natal, foram mais de 720 candidaturas, sendo 14 para prefeito, 15 para vice-prefeito e 693 para vereador. Na Justiça Eleitoral, dois candidatos já aparecem como inaptos por terem renunciado. Nas convenções partidárias, foram mais de 700 aprovações apenas para vereador.

Os candidatos à prefeitura são: Afrânio Miranda (Pode); Álvaro (PSDB); Carlos Alberto (PV); Coronel Azevedo (PSC); Coronel Hélio (PRTB); Delegado Sérgio Leocádio (PSL); Fernando Freitas (PCdoB); Fernando Pinto (Novo); Hermano Morais (PSB); Jaidy Oliveira de Sousa (DC); Kelps Lima (SD); Nevinha Valentim (Psol); Rosália Fernandes (PSTU) e Senador Jean (PT).

Leia mais: Eleições 2020: Pela primeira vez na história do Brasil, candidatos negros são a maioria nas urnas.

No estado, as mulheres representam 33,7% das candidaturas, totalizando 3.456 nomes; os homens têm com 6.807 registros, que representam 66,3%. Em relação à raça, 47,69% dos candidatos se declaram de cor parda e 41,5% de cor branca; outros 9,02% se declaram de cor preta e 10 se autodeclaram indígenas. Em todo o país, é a primeira vez que o Brasil passa ter negros em sua maioria nas eleições 2020, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em relação à escolaridade, mais de 40% dos candidatos têm o ensino médio, 24,87% têm ensino superior completo e 193 apenas sabem ler e escrever, ou seja, 1,88%. A lista completo de candidatos e as informações de bens declarados já estão disponíveis no site do TSE.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.