Eleição 2020: Conheça o NOVO prefeito de Macapá, eleito em 2º turno

Em meio a um recorde de abstenção de eleitores, Macapá elegeu o novo prefeito que irá gerir a cidade pelos próximos quatro anos neste domingo (20). Dr. Furlan (Cidadania) foi eleito com 55,67% dos votos no 2° turno, passando o candidato que estava à frente no 1° turno, Josiel Alcolumbre (DEM) – que levou 44,33% dos votos.

Eleição 2020: Conheça o NOVO prefeito de Macapá, eleito em 2º turno (Imagem: Reprodução/Facebook)
Eleição 2020: Conheça o NOVO prefeito de Macapá, eleito em 2º turno (Imagem: Reprodução/Facebook)

Após quase 1h30 de apuração das urnas, às 18h25, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) computou o comparecimento de 193.210 eleitores – correspondente a 66,01%. Destes, 101.091 votos deram a vitória ao candidato do Cidadania, sendo 55,67%. De acordo com o G1, ele se manteve em 1° colocado desde o início das apurações.

Dr. Furlan desbancou o opositor Josiel, que ficou em segundo lugar, tendo levando 80.499 votos, sendo 44,33%. O irmão do atual presidente do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre, havia sido o mais votado no 1° turno, realizado no dia 6 de dezembro.

Leia mais: Eleições 2020: Conheça os 23 vereadores eleitos para Macapá

Segundo reportou o G1, dos votos registrados, 3.884 (2,01%) foram em branco, e 7.736 (4%), nulo. A abstenção foi de 33,99% – o que representa que 99.508 eleitores não foram às seções eleitorais neste domingo (no 1º turno, o índice foi de 25,81%).

Sobre o novo prefeito

Ainda com informações do G1, Antônio Paulo de Oliveira Furlan tem 47 anos, é casado, tem superior completo e declara ao TSE a ocupação de médico. Ele tem um patrimônio declarado de R$ 2.305.027,62. A vice é Monica Penha, do MDB, que tem 39 anos. Entre as propostas de governança, estão os seguintes pontos:

  • reduzir nº de órgãos e secretarias municipais;
  • criar crédito de até R$ 1,5 mil para microempreendedores;
  • diminuir em 15% a mortalidade infantil;
  • reduzir em 30% a mortalidade de mulheres em idade fértil;
  • aumentar em 50% os gastos per capita com saúde;
  • construir 3 UBSs;
  • construir pronto socorro municipal;
  • concluir o Hospital Metropolitano;
  • aumentar em 75% a oferta de creches para a faixa de 0 a 3 anos;
  • elevar em 30% as vagas na faixa de 4 a 6 anos;
  • ofertar 100% dos serviços municipais on-line;
  • construir o quartel da Guarda Municipal;
  • criar o programa municipal de desestatização e concessões públicas;
  • criar uma usina de distribuição de energia solar para economizar com contas de energia na prefeitura;
  • criar linha de crédito para reformas em casas, principalmente em banheiros e abastecimento.

Leia mais: Pente-fino do INSS: VOCÊ vai perder o benefício em 2021? Saiba como consultar!

Adiamento da eleição municipal 2020 em Macapá

Por conta da insegurança para a realização das eleições no estado, TRE-AP (Tribunal Regional Eleitoral do Amapá) solicitou ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que as eleições fossem adiadas em Macapá por conta da crise energética que atingiu o Amapá em novembro, fazendo com que os eleitores não pudessem cumprir o direito cívico na mesma data que o restante do país, o que foi deferido. 

Jornalista graduada pela FAPCOM (Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação). Foi repórter do site MigraMundo e Startupi, atuou na comunicação de ONG e em assessoria de imprensa. Atualmente trabalha como jornalista freelancer e redatora do Jornal O Norte.