Problemas com o Caixa Tem? Veja como liberar conta bloqueada do auxílio emergencial

Mais de 1,3 milhão de brasileiros se surpreenderam na última quarta-feira quando a Caixa Econômica Federal bloqueou as contas digitais, utilizadas para receber o auxílio emergencial no valor de r$ 600.

Como liberar a conta bloqueada do auxílio emergencial
Como liberar a conta bloqueada do auxílio emergencial. (Imagem: Google).

A medida foi adotada pela Caixa Econômica Federal devido a uma suspeita de fraude de acordo com presidente da Caixa Econômica Pedro Guimarães.

A partir desta quinta-feira (23) os beneficiados podem seguir as orientações da Caixa para desbloqueio. Os usuários devem ficar atentos, pois existem as seguintes situações:

Bloqueio total por suspeita de fraude representa 51% dos casos

Documentação pendente, o que leva a suspensão do Caixa Tem (situação enfrentada por 49% dos beneficiários)

As pessoas que receberam a seguinte mensagem: “É necessário regularizar o seu Acesso. Procure uma agência, de acordo com o seu calendário de recebimento”, deve procurar a agência da Caixa Econômica para confirmação da identificação. Esse trabalhadores se encaixam na suspeita de fraude.

Já aqueles que se encaixam na segunda opção, documentação pendente não precisa ir a agência. Basta fazer um novo acesso através do aplicativo Caixa Tem e enviar a documentação solicitada.
Em seguida basta clicar na opção “Liberar Acesso”.

Uma mensagem será encaminhada para finalizar o cadastro. Um link será disponibilizado abaixo para que beneficiário envie a documentação através do whatsapp.

Leia mais: Mais de 1,3 milhão de contas digitais são canceladas por suspeita de fraude

O representante maior da Caixa revelou que foram bloqueadas centenas de milhares de contas. Já o Ministério da Cidadania informou que encaminhou para o banco mais de 1,3 milhão de Cadastros de Pessoa Física (CPFs) para bloqueio e avaliação.

Os beneficiários receberam, na tela de acesso ao aplicativo Caixa Tem, a mensagem que deveriam comparecer a Caixa.

Saiba mais sobre a suspeita de fraude no auxílio emergencial

A Caixa Econômica Federal divulgou que hackers estavam acessando várias contas do auxílio emergencial através de um mesmo aparelho celular. No mesmo equipamento eram cadastrados diversos auxílios, segundo Guimarães.

O presidente da Caixa Econômica Federal informou ainda que existe uma diferença entre a fraude constatada pelo Ministério da Cidadania e pela Caixa.

Os problemas com os CPFs apontados pelo Ministério da Cidadania são de elegibilidade e cadastro do benefício e fazem parte de um banco de dados que a Caixa não possui acesso.

O presidente da Caixa disse ainda que as decisões do Ministério da Cidadania são encaminhadas para a Caixa, que acata as determinações.

Mara Rodrigues é formada em jornalismo pela Universidade Estácio de Sá com mais de 13 anos de experiência. Já atuou como repórter de economia e polícia do jornal O Estado, repórter de cotidiano da TV Diário e assessora de comunicação. Atualmente trabalha como repórter de cotidiano da TV Cidade, filiada da Record TV no Ceará e dedica-se a redação do jornal O Norte.