Usuários do transporte público sofrem com coletivos lotados em Recife

Já na sexta etapa do Plano de Convivência com a Covid-19, o Grande Recife conta com uma frota de 70% no número de coletivos, desde o mês passado. A quantidade não garante a mobilidade urbana dos passageiros, que sofrem com os ônibus lotados.

Usuários do transporte público sofrem com coletivos lotados em Recife
Usuários do transporte público sofrem com coletivos lotados em Recife. (Imagem: Uol).

Os 70% representam cerca de 1,7 mil ônibus nas ruas. Passageiros que necessitam do transporte público afirmam que os ônibus estão sempre lotados e que a espera nos terminais chega a uma hora. Eles afirmam ainda que devido ao aperto, as chances de contaminação pelo novo coronavírus são grandes.

Leia mais: Agências do INSS na Região Metropolitana do Recife apresentam novidades aos beneficiários

Recife na sexta etapa do plano de convivência com a Covid-19

Após a pandemia, o Grande Recife Consórcio de Transporte ampliou o número de coletivos pela última vez no dia 22 de junho, passando de 60 para 70%. Na ocasião foram reabertas lojas com mais de 200 metros quadrados, igrejas, shoppings e o setor da construção civil.

No mês de julho, mais um avanço na retomada da economia no Recife. Lojas de carros, indústrias e salões de beleza abriram as portas no dia 6 de julho. Escritórios foram autorizados a abrir com a equipe de colaboradores reduzida.

A etapa 6 do Plano de Covivência com a Covid-19 chegou 16 dias depois com a retomada da atividade do setor de academias de musculação, lanchonetes, cafeterias e restaurantes.

O que deixa a população da capital pernambucana ainda mais chateada é o fato de o Grande Recife já está na sexta etapa e a frota continua a mesma. São mais pessoas circulando nos coletivos e consequentemente promovendo aglomerações.

Um dos locais onde é possível acompanhar a intensa movimentação fica no Centro da cidade, Terminal Integrado de Joana Bezerra, no Centro da cidade.

Onze linhas transportavam cerca 41 mil passageiros diariamente no período anterior a pandemia. Órgão responsável emite nota sobre reclamações da mobilidade urbana de passageiros

O Grande Recife Consórcio de Transporte se pronunciou através de nota. O responsável pelos transportes disse que “tem acompanhado a retomada das atividades econômicas e feito ajustes necessários na operação dos ônibus, para atender à quantidade de passageiros”.

O órgão revelou ainda que não houve aumento da frota porque a quantidade de passageiros não sofreu alterações nas últimas duas semanas.

Facebook Comments

Mara Rodrigues é formada em jornalismo pela Universidade Estácio de Sá com mais de 13 anos de experiência. Já atuou como repórter de economia e polícia do jornal O Estado, repórter de cotidiano da TV Diário e assessora de comunicação. Atualmente trabalha como repórter de cotidiano da TV Cidade, filiada da Record TV no Ceará e dedica-se a redação do jornal O Norte.