Agências do INSS retomam atendimento de perícia médica na Grande Recife

Após a dificuldade de atendimento das perícias médicas nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), cidadãos conseguiram receber o serviço em Recife. Quem compareceu à agência de Casa Amarela, na Zona Norte, na segunda-feira (21), conseguiu ser atendido. A agência Corredor do Bispo, no Centro da cidade, também retomou as perícias.

Agências do INSS retomam atendimento de perícia médica na Grande Recife
Agências do INSS retomam atendimento de perícia médica na Grande Recife (Imagem: Reprodução Exame)

De acordo com o INSS, 32 perícias médicas estão sendo agendadas para os períodos da manhã e da tarde. No primeiro local, o atendimento é feito por dois peritos e começa às 7h30. À tarde, outros dois profissionais encerram os atendimentos restantes.

Na segunda agência, o perito responsável pelo período da manhã não compareceu na segunda-feira. O INSS explicou que o profissional foi substituído por outro pouco antes das 10 horas e que havia 16 atendimentos agendados, sendo oito no período da manhã.

Atendimento sem perícia médica no INSS

Na semana passada, as agências do órgão foram reabertas, mas houve dificuldades para a realização de perícias, porque os médicos decidiram não retomar o trabalho presencial. O presidente do INSS, Leonardo Rolim, pediu desculpas pelo transtorno e afirmou que os locais de trabalho estão seguros para o retorno das atividades.

Segundo ele, foram disponibilizados equipamentos de proteção individual e coletiva para todas as agências, além de protocolo de segurança sanitária. As declarações foram dadas depois que os peritos alegaram que não estão em condições seguras para a retomada de atendimento durante a pandemia.

Leia mais: Teve a perícia cancelada? Veja como será a nova forma de atendimento do INSS

Na Grande Recife, oito agências voltaram a funcionar e duas delas estão com serviços de perícia médica. O INSS afirmou que as outras estão passando por inspeções antes da liberação total. Em relação a outras cinco agências que não abriram, o órgão disse que está fazendo adequações para que os espaços possam voltar a oferecer atendimentos seguros.

O presidente do INSS também explicou que o Ministério Público e a Defensoria Pública acompanharam a formulação de laudos que indicam a segurança sanitária das agências e que esses documentos estão todos disponíveis no site.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.