Após ameaça de protesto, governador convoca transportadores complementares para reunião nesta segunda (06)

Transportadores complementares realizam protesto pela flexibilização do decreto em AL

Após ameaçarem a realizar uma grande manifestação nas principais entradas e saídas do estado de Alagoas, nesta segunda-feira (06), a categoria do transportadores complementares, recebeu apoio do Ministério Público (MPE-AL), e acabaram desistindo da mobilização, pois uma reunião, junto com o governador Renan Filho (MDB), foi agendada para o final da tarde de hoje.
Ao Cada Minuto, o presidente do Sindicato dos Transportadores Complementares de Passageiros de Alagoas, Maércio Ferreira, disse que os mais de 900 transportadores estão parados há mais de 90 dias e que entende que é preciso respeitar o decreto em vigência, que proíbe a circulação de transportes vindos do interior para capital, entretanto, a categoria clama por um apoio por parte do poder público.
De acordo com Maércio, a categoria pede o retorno das atividades profissionais, um auxílio financeiro para que os veículos possam ficar em condições de voltarem a trabalhar, a liberação de impostos na gasolina, como a retirada do ICMS e uma liberação de um empréstimo, pela desenvolve, com a dispensa de consulta ao SPC e Serasa.
“Esperamos que o governo entenda nossa situação do momento, que é uma situação de calamidade mesmo, que nos estamos parados há mais de 100 dias e pela perspectiva da retomada, iremos voltar no final deste mês, ou seja, iremos passar mais de quatro meses parados e tá muito difícil. Esperamos uma sensibilidade e com isso torcemos para que o governo possa contribuir com nossa situação para que juntos possamos contribuir no combate a pandemia”, disse o presidente
*Sob supervisão da editoria

Fonte: Cada Minuto

Facebook Comments