Cálculo do 13º salário: Quanto VOCÊ vai receber na primeira parcela?

O 13º salário é aquela gratificação natalina em que os trabalhadores recebem durante o mês de novembro e dezembro. O valor do benefício varia conforme o salário de cada um, no entanto, fazendo apenas um cálculo simples você consegue descobrir o valor da primeira e segunda parcela que irá receber.

Cálculo do 13º salário: Quanto VOCÊ vai receber na primeira parcela?
Cálculo do 13º salário: Quanto VOCÊ vai receber na primeira parcela? (Imagem: Reprodução FDR.com)

13º salário

O 13º salário é direito de todo trabalhador urbano, doméstico, rural ou avulso que trabalha sob o regime da CLT. O valor a ser pago é equivalente a 1/12 da remuneração do trabalhador, isto é, caso o emprego trabalhou um ano naquela empresa com o mesmo salário, o seu 13º terá o mesmo valor do seu salário.

O pagamento pode ser feito de duas maneiras. Na primeira ele é pago em duas parcelas, paga entre fevereiro e o último dia útil do mês de novembro, que neste ano cai no dia 30. A segunda parcela normalmente é quitada no dia 20 de dezembro, mas como neste ano o dia 20 cai em um domingo.

Ou, caso o empregador prefira ele pode realizar o pagamento em uma única vez, nesse caso o pagamento precisa ser feito até 30 de novembro.

Cálculo do 13º salário

Para descobrir quanto irá receber divida o salário bruto por 12. Multiplique o resultado pelo número de meses em que trabalhou até outubro, pois a primeira parcela é paga em novembro. A primeira parcela será equivalente à metade do valor encontrado, sem descontos.

Para chegar à segunda parcela, divida novamente o salário bruto por 12 e multiplique o resultado pelo número meses trabalhados. Em seguida, basta subtrair do resultado o adiantamento e os e descontos do INSS e do IR.

Leia mais: Aposentadoria INSS: STJ anuncia benefício maior para brasileiros que estão na fila

Descontos INSS e IR

Desde março de 2020 os recolhimento do Instituto Nacional de Seguro Social- INSS, varia entre 7,5% a 14%, conforme a tabela abaixo:

SALÁRIO-DE-CONTRIBUIÇÃO (R$) ALÍQUOTA PARA FINS DE RECOLHIMENTO AO INSS
até 1.045,00 7,5%
de 1.045,01 até 2.089,60 9%
de 2.089,61 até 3.134,40 12 %
de 3.134,41 até 6.101,06 14%

O desconto do IR é o mesmo desde 2015 já que não sofreu nenhuma alteração.

Base de cálculo Alíquota Parcela a deduzir do IRRF
Até R$1.903,98 Isento R$ 0
De R$1.903,99 até R$2.826,65 7,5% R$142,80
De R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 15% R$354,80
De R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 22,5% R$636,13
Acima de R$4.664,68 27,5% R$869,36

Mariana Castro é formada em Pedagogia pela Universidade Brás Cubas em Mogi das Cruzes – SP. Atualmente trabalha como professora na rede privada de ensino e dedica-se a redação do Jornal O Norte.