Ceará apoia PL que pune servidores que não tomarem vacina da Covid-19

Ceará apoia PL que pune servidores que não tomarem vacina da Covid-19. A iniciativa foi feita pelo governador do estado do Ceará, Camilo Santana, com o objetivo de assegurar que os trabalhadores que não tomaram a vacina, reconheçam a importância da imunização!

Ceará apoia PL que pune servidores que não tomarem vacina da Covid-19
Ceará apoia PL que pune servidores que não tomarem vacina da Covid-19 (Foto: Reprodução Google)

Servidores Públicos do Ceará poderão ser punidos se não tomarem a vacina contra Covid-19. Decisão está em trâmite e o projeto de lei tem como objetivo assegurar que os trabalhadores tomem a vacina para se protegerem. 

O pedido foi enviado à Assembleia Legislativa do estado, na última segunda-feira (16) e se for aprovado, deve entrar em vigor antes do final deste ano.

O documento pontua que o servidor que se recusar a tomar a vacina poderá ser demitido por justa causa, e perderá o direito de exercer o cargo. A expectativa é de que as punições sejam um alerta para os trabalhadores que ainda estão em negação a eficácia e importância da vacina.

Tem pessoas que resistem a se vacinar, seja por ideologia política ou outro motivo, um absurdo. A única forma que temos de nos proteger dessa pandemia, que tem tirado milhares de vidas no Ceará, é a vacina” afirmou o gestor em rede social.

A PL prevê que as punições podem ser divididas em alerta, notificação, suspensão temporária ou até mesmo demissão do serviço público do estado do Ceará.

A vacina contra Covid-19 é obrigatória desde 2020, e Superior Tribunal Federal (STF) entrega autonomia para que os estados possam sancionar leis ao público que se recusa a vacinar.

Veja também: Auxílio Brasil: Inscrição, novas regras, valor e início dos pagamentos

Ceará tem baixos índices de Covid-19

Com o avanço da vacinação, os índices de mortes e contaminações por Covid-19 estão diminuindo e a pouca procura assistencial, a queda nos números é significativa. Contudo, a variante Delta é o que preocupa a gestão do estado. 

“Vamos continuar reforçando as fiscalizações. É importante que as pessoas saibam que a pandemia ainda não acabou. Eu sei do cansaço, da expectativa de voltar a normalidade, mas a única forma que temos de voltar, nos encontrar, nos abraçar é através da imunização, da vacina”, afirmou Camilo”.

O gestor também pontuou a importância de manter todos os protocolos de segurança rigidamente, para que não haja perigo de novos casos de contaminação do vírus. 

“Por tanto, até lá, vamos respeitar os protocolos, as orientações dos especialistas na área da saúde. Tudo isso só tem um objetivo: preservar a sua vida, das pessoas que você ama, seus familiares e toda a coletividade”, disse ele.

Larissa Luna é graduanda em Psicologia pela Faculdade Frassinetti do Recife (FAFIRE) e graduanda em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Como universitária, estuda analises de pesquisas feitas a partir de conceitos sociológicos e antropológicos em paralelo com a Psicologia. Atualmente dedica-se a redação do Jornal O Norte.