Com o auxílio emergencial, renda do trabalhador brasileiro sobe 24%

 Um levantamento realizado pela Fundação Getúlio Vargas e divulgado nesta quinta-feira (30) aponta que o auxílio emergencial impulsionou a renda dos trabalhadores em 24%. Os dados foram apurados quando 64 milhões de pessoas recebiam o benefício. Trabalhadores dos estados do Norte e Nordeste apresentaram maiores ganhos.

 

Com auxílio emergencial, renda do trabalhador sobe 24%
Com auxílio emergencial, renda do trabalhador sobe 24%. Imagem (Google).

A pesquisa revelou ainda que o benefício conseguiu compensar a redução de renda ocasionada pela crise do novo coronavírus. Os dados mostraram ainda que sem o auxílio emergencial as perdas financeiras seriam de 18%.

Entre as funções que mais tiveram aumento de valores com o benefício estão: auxiliar de agropecuária (71%), empregado doméstico e diarista (61%), agricultor e criador de animais (59%), faxineiro e auxiliar de limpeza (52%), porteiro e zelador (45%).

Já entre os estados do Brasil, aqueles que tiveram o maior acréscimo através de aumento na renda dos trabalhadores foram:

  • Alagoas (132%)
  • Sergipe (126%)
  • Maranhão (124%)
  • Bahia (119%)
  • Amazonas
  • Pará (116%)

O levantamento apontou ainda que a renda de trabalhadores informais com o auxílio emergencial passou de R$1.344 para R$2.016, uma média de aumento de 50%.

Caso o benefício não tivesse sido criado, essa fatia de trabalhadores seria a mais prejudicada, com diminuição de renda de 19%, enquanto a renda dos trabalhadores formais cairia 8%.

Leia mais: Aceleração da reforma tributária busca recursos para o Renda Brasil

Caixa paga hoje (30) quarta parcela do auxílio emergencial a beneficiários do Bolsa

Aos beneficiários do Programa Bolsa Família, a quarta parcela do auxílio emergencial será paga nesta quinta-feira (30). Mas é preciso ficar atento, pois o depósito é apenas para aqueles que possuem o Número de Identificação Social (NIS) terminado em 9.

Fazem parte desse grupo 1,9 milhão de beneficiários. Para aqueles cujo NIS termina em 0 os depósitos serão realizados nesta sexta-feira (31). Trabalhadores informais, contribuintes informais do INSS, microempreendedor individual (MEI), desempregados, beneficiários do Bolsa Família e quem é inscrito no Cadastro Único tem direito ao benefício.

A mulher que for mãe e chefe de família poderá receber até duas cotas por mês (R$ 1.200). Apenas duas pessoas da mesma família podem acumular o benefício.

Até o dia 17 de junho deste ano, segundo dados da Caixa Econômica Federal, 63,5 milhões de pessoas já tinham recebido o auxílio. Caso você tenha alguma dúvida sobre o auxílio emergencial ou queira consultar o status do auxílio basta acessar o aplicativo ou através do site auxílio.caixa.gov.br.

Facebook Comments

Mara Rodrigues é formada em jornalismo pela Universidade Estácio de Sá com mais de 13 anos de experiência. Já atuou como repórter de economia e polícia do jornal O Estado, repórter de cotidiano da TV Diário e assessora de comunicação. Atualmente trabalha como repórter de cotidiano da TV Cidade, filiada da Record TV no Ceará e dedica-se a redação do jornal O Norte.