Conheça o ‘Casa Verde e Amarela’, novo programa habitacional que substitui o ‘Minha Casa Minha Vida’

Programa habitacional do governo Bolsonaro terá juros menores para as regiões Norte e Nordeste. A ideia é enquadrar mais famílias, ampliando o teto de renda.

Conheça o Casa Verde e Amarela, novo programa habitacional que substitui o Minha Casa Minha Vida
Conheça o Casa Verde e Amarela, novo programa habitacional que substitui o Minha Casa Minha Vida.(Fonte:Google)

O programa anunciado nessa terça-feira,25, chamado de Casa Verde e Amarela é um substituto ao Minha Casa, Minha Vida. É comum que os governos façam essas transições entre os programas.

O mesmo aconteceu com o Bolsa Escola que, no Governo de Lula, se transformou no que hoje conhecemos como Bolsa Família. O mais importante nessas mudanças, não é a troca de nomes, mas sim a ampliação dos programas. É isso que é prometido pelo Governo com o Casa Verde e Amarela.

Programa Casa Verde e Amarela X Minha Casa Minha Vida

Nesse novo projeto, espera-se que os juros sejam menores. Mas, também há a expectativa de que mais famílias sejam atendidas por meio do aumento do teto de renda.

Os olhos do Governo estão nas regiões Norte e Nordeste. Desse modo, nas duas regiões, famílias beneficiadas poderão ter rendimentos de até R$ 2,6 mil ao mês. Enquanto que nas outras regiões o teto será de R$ 2 mil reais por família.

Outra mudança é o valor dos imóveis financiados que irá aumentar.

Leia mais: Bolsonaro confirma continuação do auxílio e dispara ‘só não sei o valor’

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, frisou que essa atenção maior à essas regiões foi um pedido pessoal do Presidente Jair Bolsonaro.

“Nós teremos um tratamento diferenciado para as regiões que historicamente têm uma condição menor em relação aos seus índices de desenvolvimento humano, que são o Norte e o Nordeste do Brasil, cumprindo, portanto, a determinação de Vossa Excelência, senhor presidente, de termos um olhar especial para as regiões mais deprimidas de nosso país”.

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD essas duas regiões serão as mais beneficiadas porque nelas 65% dos adultos com mais de 18 anos de idade poderão participar do programa e pelo fato de que nesse percentual de cidadãos, há o cumprimento dos pré-requisitos de até 2,6 mil em rendimento por família.

Facebook Comments

Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha com professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora do jornal O Norte.