Coronavírus: Aulas presenciais no RN apenas em 2021, confirma Governo do Estado

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), anunciou que as aulas presenciais na rede pública estadual só serão retomadas no ano que vem. A confirmação veio em um fórum virtual da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), na última terça-feira (8). As escolas da rede privada estão com data de retorno marcada para 5 de outubro.

Coronavírus: Aulas presenciais no RN apenas em 2021, confirma Governo do Estado
Coronavírus: Aulas presenciais no RN apenas em 2021, confirma Governo do Estado. (Imagem: Elisa Elsie/ Assecom-RN)

De acordo com a governadora, um novo decreto estadual deve ser editado e publicado nos próximos dias, com os detalhes da decisão. Fátima explicou que a decisão considerou uma consulta a entidades, além de enquetes e pesquisas locais e nacionais. No Rio Grande do Norte, as aulas presenciais estão suspensas desde 18 de março, por causa da pandemia do novo coronavírus.

Plano de retomada das aulas e atividades presenciais

O último decreto publicado pelo governo estadual sobre o assunto mantém a suspensão do ensino presencial até dia 18 de setembro. Na semana passada, o secretário de Educação, Getúlio Marques, anunciou que o retorno das aulas em todas as redes de educação do estado seria em 5 de outubro, com cumprimento de medidas sanitárias. No mesmo dia, a governadora declarou que a data era apenas uma previsão.

Segundo ela, as escolas darão continuidade apenas a atividades não presenciais neste ano. As instituições também poderão aplicar um plano de recuperação de aprendizagem com os estudantes concluintes, incluindo aulões, cursinhos e aulas on-line preparatórias para exames de universidades, por meio televisivo, plataformas digitais, materiais impressos e outros.

Leia mais: Pernambuco: Comunidade e profissionais protestam pelo início imediato das aulas.

Após a declaração da governadora, pais, alunos, professores e donos de escolas particulares realizaram um ato pedindo a retomada das aulas presenciais em Natal. A manifestação ocorreu na terça-feira (8), na praça 7 de Setembro, no centro da capital. Cartazes defendendo o “direito de escolha” dos familiares de mandarem seus filhos de volta às escolas foram distribuídos pelo local.

Instituições entregaram um protocolo ao comitê científico do estado, com propostas de ensino híbrido, incluindo aulas presenciais e a distância. A decisão de enviar ou não os alunos para a sala de aula ficaria sob responsabilidade de cada família.

Facebook Comments

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.