Covid-19: Amazonas tem restrição na circulação de pessoas a partir de HOJE (25)

A partir desta segunda-feira (25), os amazonenses contarão com um novo decreto da Covid-19. A população do Amazonas será fiscalizada ao sair de casa para que seja contido o avanço da pandemia. A medida foi anunciada no sábado (23) e tem validade de 10 dias.

Covid-19: Amazonas tem restrição na circulação de pessoas a partir de HOJE (25)
Covid-19: Amazonas tem restrição na circulação de pessoas a partir de HOJE (25) (Imagem: Reprodução / Google)

Após o colapso nas redes hospitalares de Manaus que mobilizou centenas de pessoas a doarem cilindros de oxigênio, o estado do Amazonas decidiu restringir a circulação da população, que só deve ocorrer em casos extremos.

O decreto foi publicado pelo governador Wilson Lima e amplia a duração do atual toque de recolher para 24 horas por dia. 

O que fica permitido?

Apenas o deslocamento de uma pessoa da cada família para ir aos estabelecimentos como os supermercados, farmácias, clínicas e indústria que fornecem insumos médico-hospitalares. 

Os supermercados podem permanecer abertos das 6h às 18h. As farmácias podem permanecer abertas por 24 horas, assim como clínicas de saúde e veterinárias. As feiras passam a funcionar das 4h às 8h. 

Já os bares que atuam como restaurantes só podem funcionar em formato de delivery, das 6h às 22 horas. 

O decreto estipulou ainda que as obras de construção civil devem ocorrer apenas com o fim da saúde hospitalar.

Já os motoristas de aplicativo podem circular em situação em que o passageiro pertencer a um grupo considerado essencial. 

Leia mais: Imposto de Renda: Saiba se VOCÊ precisa pagar e como pedir isenção

Profissionais de imprensa e agentes públicos que trabalham na área de saúde também possuem autorização para circular com medidas de segurança.

Por fim, as Indústrias funcionarão apenas em turno de 12 horas, com exceção daquelas em que produzem insumos para farmácia e itens essenciais aos hospitais.

Outros serviços:

  • postos de combustíveis;
  • bancos, cooperativas de crédito, loterias e a Agência de Desenvolvimento e Fomento do Estado do Amazonas;
  • prestadores de serviços públicos essenciais, da área de manutenção, relacionados a serviços de abastecimento de água, gás, energia e internet;
  • serviços notariais e de registros para fins de registro de nascimento e óbito;
  • advogados, no exercício da função;
  • floriculturas;

Leia mais: Conheça os 10 carros novos mais baratos do Brasil custando até R$ 60 mil

Fake News no Amazonas

Um áudio falso sobre possível lockdown no Amazonas causou aglomeração nos supermercados de Manaus. A população acabou lotando os supermercados da cidade neste sábado, após informação que chegou sobre o fechamento total dos  serviços.

Por nota, o governo do estado do Amazonas informou que o áudio não passou de uma notícia falsa e que a população deve se manter tranquila, que a nova medida não é um lockdown.