Decreto prorrogado! Palmas-TO recua flexibilização e mantém horário comercial reduzido

Governo de Palmas prorrogou até o dia 10 de setembro o Decreto que restringe o horário de funcionamento do comércio. A cidade do Tocantins é a mais afetada pela Covid do estado.

Decreto prorrogado! Palmas-TO recua flexibilização e mantém horário comercial reduzido
Decreto prorrogado! Palmas-TO recua flexibilização e mantém horário comercial reduzido (Fonte:Google)

Devido o crescimento do índice de covid-19 em Palmas, a cidade ganhou destaque negativo no país. Isso levou com que a prefeita Cinthia Ribeiro repensasse se haveria progresso na retomada do comércio.

Primeiro decreto

O Decreto, que foi agora prorrogado, proibia o funcionamento de comércio com atendimento ao público entre 20h e 5h da manhã seguinte.

De acordo com a prefeita, a medida é para diminuir a circulação de pessoas e garantir a segurança de todos. E relata:

“É necessário alcançar ainda mais segurança e garantir tranquilidade”. 

Essa medida passou a valer a partir do dia 13 de julho e duraria até 27 do mesmo mês. Mas, foi prorrogada até o dia 31 de agosto e acaba de ser adiada para o dia 10 de setembro.

O grande número de casos de COVID em Palmas foi o que levou essa iniciativa por parte da prefeitura. No último dia 20/08, a cidade se tornou a mais afetada pelo vírus em todo o estado.

Até o fechamento desta notícia, na noite de terça-feira (01), Palmas havia registrado 12.486 casos confirmados e 91 óbitos.

Na data do primeiro decreto, a cidade apresentava 2.651 casos confirmados e 24 mortes. É um aumento significativo, o que levou, então, a prorrogação da restrição.

Nesse mesmo decreto,agora divulgado, os supermercados que até então deveriam fechas as 20 horas da noite, passam a funcionar até as 22:00h.

Leia mais: Estabelecimentos em Palmas são multados por descumprimento do decreto municipal

A atual gestão da cidade tem demonstrado sua preocupação com tal crescimento no número de casos. “Palmas está inclusa entre as três Capitais com aumento expressivo nos níveis de contaminação pelo novo coronavírus”. Disse a prefeita e o secretário da Casa Civil em decreto.

Exceções ao Decreto

Para alguns serviços, mesmo com atendimento ao público, o decreto de restrição não se aplica à:

  • Serviços médicos e hospitalares
  • Farmácias e laboratórios;
  • Serviços funerários;
  • Táxi e aplicativos;
  • Transporte de cargas (principalmente gêneros alimentícios);
  • Serviços de telecomunicação
  • Delivery
  • Postos de combustíveis, apenas para abastecimento dos veículos.
Facebook Comments

Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha com professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora do jornal O Norte.