Pós-pandemia: Empresas pretendem contratar mais neste último trimestre

Pesquisa realizada pelo ManpowerGroup mostra que expectativas para as contratações das empresas no quarto trimestre de 2020 aumentaram 11 pontos porcentuais em comparação ao terceiro trimestre, isso indica uma maior esperança para os desempregados.

Desempregados: Empresas pretendem contratar mais neste último trimestre (Foto: Reprodução/Google)
Desempregados: Empresas pretendem contratar mais neste último trimestre (Foto: Reprodução/Google)


Mesmo que as expectativas ainda estejam muito baixas, a expectativa é de retorno em um período superior a um ano.

Cerca de 607 empregadores responderam as pesquisas entre os dias 15 e 28 de julho, onde 14% anseiam por retomadas de contratações aos níveis de pré-coronavírus no próximo trimestre.

Leia mais: Seguro-desemprego prorrogado! Veja se você tem direito ao benefício EXTRA

Outros 28% esperam que a melhora nas contratações aconteça em um período superior a um ano.

11% dos entrevistados apontaram que devem contratar funcionários nos próximos meses, 67% não pretende alterar o quadro de funcionários – alta de 6 pontos percentuais, 17% esperam reduzir o número de colaboradores – redução de 4 pontos percentuais – e 5% não possuem respostas certa sobre o assunto.

Desempregados: Melhorias previstas no setor de serviços

Ao menos três dos oito setores pesquisados esperam aumentar o número de contratações nos próximos meses. De acordo com a pesquisa, a projeção da área de Finanças, Seguros & Imobiliário é de +12%, Serviços +3% e Transporte & Serviços Públicos, +2%.

Os empregadores do Comércio Atacadista e Varejista não são tão otimistas, o índice de intenção de contratação é de -16%.  Bem como o setor de Administração Pública & Educação, tendo queda para -9% no terceiro trimestre de 2020.

Expectativas baixas para micro e pequenas empresas

A pesquisa do ManpowerGroup também analisou os índices pelo porte da empresa, apontando crescimentos nas quatro categorias por tamanho.

Grandes empresas são as que mais têm projeção de melhorias, de +13%. Apesar de terem subido 15 pontos percentuais em relação ao último trimestre, as médias empresas a mostram uma previsão de -1%.

Já as pequenas empresas detectaram projeções de -16%, mesmo com acréscimo de 2 pontos percentuais em relação aos últimos três meses.

As microempresas seguem o mesmo ritmo de descida, também apresentando pessimismo, com expectativa de -10%. Essas tiveram aumento de quatro pontos percentuais em relação ao terceiro trimestre de 2020.

Projeção regional

O estado do Paraná foi o único que teve projeção mais otimista na análise feita em nível regional, com uma expectativa de aumento de 2%. Minas Gerais foi o estado que teve mais aumento percentual com 15 pontos acima das pesquisas do último trimestre. 

Facebook Comments

Jornalista graduada pela FAPCOM (Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação). Foi repórter do site MigraMundo e Startupi, atuou na comunicação de ONG e em assessoria de imprensa. Atualmente trabalha como jornalista freelancer e redatora do Jornal O Norte.