Eleições 2020: Candidato a prefeito de Campina Grande-PB pede proteção da PF

A corrida eleitoral em Campina Grande tem acumulado episódios de tensão. Depois da desistência do candidato a vice-prefeito do Patriota, Wanderley Bezerra, o capítulo mais recente é a impugnação de Edmar Oliveira, que concorre ao cargo de prefeito nestas eleições. A candidatura havia sido deferida na semana passada.

Eleições 2020: Candidato a prefeito de Campina Grande-PB pede proteção da PF
Eleições 2020: Candidato a prefeito de Campina Grande-PB pede proteção da PF. (Imagem: Fotolia/ Kadmy)

Oliveira divulgou uma nota em que afirma estar sendo vítima de uma “trama sórdida”, por parte da direção estadual do próprio partido, que estaria atendendo “a interesses individuais e pouco republicanos”, segundo ele. O candidato também afirmou que em nenhum momento foi notificado de pendências com relação à sua candidatura.

O candidato a prefeito também solicitou proteção à Polícia Federal, em razão do “fervor político” e de sua integridade física. Ele afirmou que, a partir de agora, terá que noticiar “as verdades sobre pessoas com relativo poder no estado” e que “os fatos são claros e devem ser de conhecimento de toda a sociedade paraibana”.

Candidatos a prefeitura de Campina Grande nestas eleições

A cidade paraibana tem apenas outros cinco candidatos na disputa pela prefeitura: Ana Cláudia Vital (Podemos); Artur Bolinha (PSL); Bruno Cunha Lima (PSD); Inácio Falcão (PC do B) e Olímpio Rocha (PSOL). O município é considerado um dos principais colégios eleitorais do estado, com 285 mil eleitores aptos a votarem.

No próximo final de semana deve ser divulgada uma pesquisa de intenção de votos realizada pelo Datavox. O levantamento foi contratado pelo PB Agora e irá entrevistar 600 eleitores de Campina Grande. Os índices devem apontar a situação da disputa pela prefeitura mesmo com todos os recentes acontecimentos.

Leia mais: Eleições: TRE-PB ensina como denunciar crime eleitoral pelo aplicativo Pardal; Veja como!

A nome de Edmar Oliveira como candidato à Prefeitura de Campina Grande, no Agreste da Paraíba foi oficializado pelo Patriota no dia 16 de setembro, na convenção do partido realizada no bairro Conceição. Wanderley Bezerra foi anunciado como vice.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) definiu que o uso de máscara será obrigatório nos dias de votação, nos dois turnos de votação, em 15 e 29 de novembro. Os locais ficarão abertos das 7 às 17 horas e as três primeiras horas do dia serão preferenciais para pessoas com mais de 60 anos.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.