Eleições 2020 Macapá: Confira as NOVAS datas para eleições na capital do Amapá

Os candidatos à Prefeitura de Macapá solicitaram uma nova mudança na data das eleições 2020 na cidade. O pedido foi feito à Justiça Eleitoral por nove dos 10 candidatos. A votação já havia sido adiada por conta do apagão que atinge o estado.

Eleições 2020 Macapá: Confira as NOVAS datas para eleições na capital do Amapá
Eleições 2020 Macapá: Confira as NOVAS datas para eleições na capital do Amapá. (Imagem: Google)

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) determinou que o primeiro turno das eleições seja no dia 13 de dezembro o segundo turno em 27 de dezembro. As datas ainda precisam ser avaliadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Candidatos querem adiantar eleições 2020 em Macapá

Os candidatos pedem que as datas sejam adiantadas para 29 de novembro e 13 de dezembro. Entre as justificativas estão a realização do segundo turno entre Natal e o Ano Novo, pela data escolhida pelo TRE. Quem assinou a solicitação foram os candidatos Capi (PSB), Dr. Furlan (Cidadania), Guaracy (PSL), Patrícia Ferraz (Podemos), Haroldo Iram (PTC), Professor Marcos (PT) e Lorena Quintas, vice de Paulo Lemos (PSOL), que está em isolamento domiciliar com Covid-19.

O candidato Gianfranco (PSTU) também informou que assinou o documento e Josiel (DEM) disse que não foi comunicado da coletiva, mas declarou que vai assinar a petição. O candidato Cirilo Fernandes (PRTB) não participou da coletiva e não comentou a iniciativa.

Leia mais: Ainda indeciso? Confira resultado da pesquisa eleitoral 2020 para prefeitura de Macapá

O Amapá está no 12º dia de apagão, com rodízio no fornecimento de energia. O problema ocorre em 13 dos 16 municípios e também afetou o abastecimento de água. O adiamento das eleições e o novo calendário foram anunciados na semana passada.

O presidente do TRE-AP, desembargador Rommel Araújo, justificou a escolha das datas e explicou por que a realização não será no dia 29, quando ocorrerá o segundo turno em outros locais. Segundo ele, o presidente do TSE, ministro Barroso explicou a impossibilidade técnica de fazer a apuração de segundo turno do Brasil todo e de primeiro turno no estado do Amapá no mesmo dia.

Outros 15 municípios do estado realizaram o primeiro turno na data prevista inicialmente, no último domingo (15). A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) garantiu o fornecimento integral de energia para o pleito.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.