Eleições 2020: Porto Velho já tem 9 pré-candidatos ao cargo de prefeito

Os nomes dos candidatos a prefeitura de Porto Velho ainda não foram confirmados pelos partidos para as eleições 2020, mas uma lista daqueles que pretendem disputar a vaga já está circulando.

Eleições 2020: Porto Velho já tem 9 pré-candidatos ao cargo de prefeito
Eleições 2020: Porto Velho já tem 9 pré-candidatos ao cargo de prefeito. (Imagem: Google)

Até o momento são 9 pré-candidatos a Prefeitura de Porto Velho, mas a estimativa é de que pelo menos seis sejam bem votados.

O atual prefeito Hildon Chaves (PSDB) é um nome forte entre os candidatos e pode conquistar o segundo mandato.

A administração do político parece estar indo bem nas mais diversas áreas, como saúde, saneamento básico, mobilidade urbana, infraestrutura, entre outros aspectos.

Além dele, estão na lista o advogado Vinícius Miguel (Cidadania), candidato mais bem votado a governador em Porto Velho nas eleições de 2018 e o ex-presidente da Assembleia Legislativa, Hermínio Coelho (PV).

O Partido Verde também deve lançar a candidatura, com o empresário Jaime Gazola.

Também estão na lista dos pré-candidatos a prefeito de Porto Velho nas Eleições 2020 o deputado federal Léo Moraes (Podemos), que ainda não bateu o martelo e o ex-secretário da Agricultura da capital e Leonel Bertolin, com expectativa de ser indicado pelo PTB.

Leia Mais: Eleições 2020: Conheça os principais pré-candidatos a prefeitura de Aracaju

O número elevado de pré-candidatos aponta que as Eleições 2020, no âmbito municipal em Porto Velho deverá ser decidida no segundo turno.

Os candidatos são considerados experientes e devem ocupar o mais importante cargo político da cidade. Ao todo, Porto Velho possui 330 mil eleitores.

Eleições 2020: Pandemia muda rotina eleitoral

A pandemia mudou a maneira como as eleições serão realizadas. Nesta quarta-feira (15),vai o Tribunal Superior Eleitoral anunciou que vai retirar a necessidade da identificação por biometria na votação das eleições municipais deste ano.

A decisão foi tomada em meio à pandemia do coronavírus, após recomendação feita por infectologistas.

Já existia uma preocupação tanto da população como dos mesários e demais profissionais envolvidos nas eleições 2020 sobre a possibilidade de contágio.

Em junho, o TSE anunciou essa possibilidade, confirmada nesta quarta-feira.

Facebook Comments