Eleições 2020: Veja a plataforma que reúne todos os candidatos a vereador de Recife-PE

Uma ferramenta do G1 chamada “Quem eu escolho?” reúne dados de candidatos a vereador das eleições 2020 não só em Recife (PE) como em todas as capitais do país. As informações são do Superior Tribunal Eleitoral (TSE) e podem ser filtradas por estado. O objetivo é ajudar o eleitor a escolher os candidatos a vereador. Em 2020, mais de 80% dos vereadores tentam se reeleger. O número representa quatro em cada cinco eleitos em 2016.

Eleições 2020: Veja a plataforma que reúne todos os candidatos a vereador de Recife-PE
Eleições 2020: Veja a plataforma que reúne todos os candidatos a vereador de Recife-PE. (Imagem: Marcello Casal Jr/ Ag. Brasil)

A maioria dos pedidos de registro de candidaturas já foi julgada pela Justiça Eleitoral. Em todo o Brasil, mais de 10 mil postulantes aos cargos de vereador, prefeito e vice-prefeito tiveram as candidaturas indeferidas. O principal motivo é falta ou inconsistência em documentos, seguido pela Lei da Ficha Limpa. O prazo final para os julgamentos já se encerrou, mas 112 mil pedidos ainda aguardam um parecer.

Ferramentas que ajudam na escolha das eleições 2020

O “Quem eu escolho?” pode ser acessado pelo portal G1. Na página inicial, é possível escolher o município para consulta, por estado. A ferramenta de busca permite filtrar os dados por gênero, ocupação, grau de instrução, partido e patrimônio.

A plataforma #TemMeuVoto é mais uma opção que auxilia na escolha dos eleitores. Similar aos aplicativos de relacionamentos, mas voltada para as eleições, ela procura o candidato ideal, por afinidade de ideias. O alinhamento é feito a partir de perguntas que apontam quais políticos têm ideias semelhantes às do eleitor.

Leia mais: Eleitorado sem máscara NÃO poderá acessar cabines de votação durante as eleições 2020

Para participar, o usuário precisa responder questionamentos sobre temas que considera prioritários, como saúde, educação, cultura, transporte e outros. Não é necessário cadastro prévio. As informações do Tem Meu Voto são disponibilizadas por fontes públicas oficiais, como o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Além da escolha, a ferramenta pode ajudar a dar mais visibilidade para candidaturas pequenas, por exemplo, sem muito investimento ou apoio partidário.

Nas eleições de 2018, a plataforma teve 34 milhões de acessos e 1,5 milhão de escolhas por afinidade, os chamados ‘matches’. Nas eleições deste ano, a expectativa é dobrar os números.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.