Eleições 2020: Veja quais são os protocolos obrigatórios para o dia da votação

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) tem um plano de segurança sanitária para evitar as chances de contaminação nos dias das votações das eleições 2020. Os protocolos obrigatórios foram elaborados com consultoria da Fiocruz e dos hospitais Sírio-Libanês e Albert Einstein para proteger os 147 milhões de eleitores; uma média de 435 pessoas por seção eleitoral.

Eleições 2020: Veja quais são os protocolos obrigatórios para o dia da votação (Foto: "André Rodrigues/Gazeta do Povo" Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/eleicoes/2020/nomes-inusitados-candidatos-eleicoes-2020/ Copyright © 2020, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados)
Eleições 2020: Veja quais são os protocolos obrigatórios para o dia da votação (Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo)

Eleitores e mesários que sentirem sintomas da Covid-19, incluindo febre, no dia da votação ou que tenham testado positivo para a Covid-19 nos últimos 14 dias anteriores à data da eleição, deverão permanecer em casa.

Leia mais: Eleições 2020: Candidatos que não cumprirem normas sanitárias poderão ser punidos

De acordo com o portal O Globo, os eleitores poderão justificar a ausência por esse motivo. Os mesários, por sua vez, deverão comunicar sua zona eleitoral para que sejam substituídos.
O primeiro turno das eleições está marcado para 15 de novembro e, o segundo, para o dia 29 do mesmo mês.

Medidas de segurança do TSE das eleições 2020

As regras para dos dias das votações são as seguintes:

  • Pessoas com 60 anos ou mais terão preferência no atendimento entre 7h e 10h. A recomendação é que, aqueles que possam comparecer a partir das 10h, deixar as primeiras horas para a faixa etária citada. A votação será encerrada às 17h.
  • É importante consultar os locais para votação antes de sair de casa pelo aplicativo e-Título ou no portal do TSE, pois algumas seções foram alteradas por conta da pandemia.
  • Além da distância mínima de um metro de outras pessoas nas filas e evitar contato físico, o uso de máscara será obrigatório nos locais de votação.
  • Os eleitores não poderão se alimentar e ingerir bebida dentro dos prédios de votação.
    Cada eleitor deverá levar sua própria caneta para assinar o caderno de votação. Se o eleitor não levar a própria caneta, será necessário borrifar álcool na caneta de uso comum após o uso de cada eleitor.
  • A orientação é de que os eleitores levem anotado o número dos candidatos para agilizar o momento da votação.
  • O eleitor deve evitar levar crianças ou acompanhantes para o local de votação.
  • As seções terão álcool em gel disponível para uso dos eleitores antes e depois da votação.
  • Os mesários usarão máscaras, face shield (protetor facial) e álcool gel para proteção individual. As máscaras descartáveis deverão ser trocadas a cada quatro horas, e o face shield deverá ser utilizado durante todo o tempo.

De acordo com o site O Globo, no momento da votação o eleitor deverá se posicionar a um metro da mesa e esticar os braços para apresentar o documento. Se for necessário, o mesário pedirá que o eleitor dê dois passos para trás e abaixe rapidamente a máscara.

Na sequência, o mesário precisará ler o nome do eleitor e, caso esteja correto, o eleitor deverá higienizar as mão para assinar o caderno de votação. As mão precisarão ser limpas também após o uso da urna e sair da seção na sequência.


Jornalista graduada pela FAPCOM (Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação). Foi repórter do site MigraMundo e Startupi, atuou na comunicação de ONG e em assessoria de imprensa. Atualmente trabalha como jornalista freelancer e redatora do Jornal O Norte.