Entenda o sistema de correção da prova do Enem 2020

Passado o primeiro dia da realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) muitos estudantes acabam se perguntando sobre o sistema de correção da prova, chamado de Teoria da Resposta ao Item (TRI).

Bancadas do PT no Senado e na Câmara solicitam novo adiamento do ENEM 2020
Entenda o sistema de correção da prova do Enem 2020 (Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília)

Basicamente o sistema trabalha com o fato de que acertar as questões mais fáceis dá mais chances de pontuação aos alunos. O sistema conhecido como “antichute” leva em consideração que o estudante que acertar as questões difíceis, logo vai acertar as fáceis. 

Caso contrário, o TRI vai acreditar que o estudante apenas chutou.

Por isso, a dica é sempre pular as questões mais difíceis, até mesmo pelo tempo de realização da prova.

Caso o estudante perca muito tempo tentando resolver as questões mais difíceis, ela acaba não valendo tanto na soma da pontuação.

Se houver tempo já no fim da prova o estudante deve retomar as questões puladas e tentar resolvê-las.

Leia mais: Enem 2020: Saiba QUANDO o gabarito oficial vai sair e onde acessar

Enem 2020

Ao todo, mais de cinco milhões de estudantes estão inscritos no Enem. Contudo, no primeiro dia de provas os alunos foram impedidos de realizar o exame pela capacidade das salas, embora o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa (Inep), tenha garantido que situações como essa não ocorreriam.

Além disso, o exame tem um número de abstenção recorde. No total foram 51,5%.

No primeiro dia de prova, os alunos fizeram as provas de linguagens, ciências humanas e redação. Já neste domingo (24) é a vez das provas de ciências da natureza e matemática. Eles contarão novamente com cinco horas.

Possível adiamento do exame 

A Defensoria Pública da União (DPU) encaminhou nesta segunda-feira (18) à Justiça Federal um pedido para que o segundo dia de provas marcado para o próximo domingo seja cancelado. 

A Defensoria ainda pede para que seja remarcada uma nova data para aqueles alunos que não conseguiram comparecer ao exame. 

A DPU também criou um “Observatório do Enem 2020”, onde existe um formulário em que os candidatos que compareceram ao exame podem encaminhar os relatos de problemas encontrados na prova. A ideia é estruturar os principais pontos e propor algumas ações coletivas.

O formulário pode ser acessado através do site da Defensoria Pública da União.

Remarcação 

Candidatos que estiverem com sintomas da Covid-19 precisam comunicar ao Inep para que seja reaplicado o exame nas datas 23 e 24 de fevereiro, mesmo que o estudante tenha realizado a prova no dia (17).

Leia mais: Resultados do ProUni 2021 serão divulgados na terça (19); veja como acessar

A remarcação pode ser solicitada na própria página do participante até 12h do dia 23 deste mês.