Foi entregar cestas básicas como sentença, mas acabou morto pelo “tribunal do crime” em Ananindeua

Geovane Patrick dos Santos,
de 23 anos, foi executado covardemente por integrantes de uma facção criminosa,
por volta das 11h deste domingo (5), no bairro Distrito Industrial, em
Ananindeua, Região Metropolitana de Belém.
Segundo os registros do
crime, ele estava em um bar na rua Belém quando houve crime e mataram uma
pessoa no domingo passado (28).
Diante do fato integrantes
de uma facção criminosa se reuniram apuraram o crime, identificaram os
participantes da briga e decretaram para os autores a “sentença de morte” e
para quem estava no bar o pagamento de dez cestas básicas a líderes da facção
criminosa que atua no Distrito Industrial.
Geovane deveria entregar
as cestas hoje, às 11h, na rua J, na arena do Júnior.
A família informou que
Geovane se comunicava com os criminosos por um aplicativo de mensagens e consultou
se podia levar alguém da família com ele para a entrega. Porém, isso não foi
aceito pelos criminosos.
Entretanto, segundo a
família da vítima, a esposa de Geovane resolveu acompanhá-lo para ajudar a carregar
as cestas.
Os criminosos, então,
teriam percebido que Geovane estava acompanhado no momento e um deles saiu
correndo atrás do rapaz na rua J. Geovane foi atingido com quatro tiros pelas costas.
Um outro criminoso disparou
a queima roupa contra a cabeça do rapaz.
Policiais civis da Divisão
de Homicídios, Polícia Militar e Instituto de Criminalística estiveram na rua J
fazendo o levantamento de local de crime.

Fonte: Diário do Pará

Facebook Comments