Fundador do Bonde dos 13 e mais três são condenados a 80 anos

Grupo foi denunciado por integrar organização criminosa, tráfico de drogas e porte de arma

Francisco das Chagas Oliveira, conhecido por Ozin, conselheiro fundador e dos principais lideres do Bonde dos 13 no estado, recebeu uma nova condenação da Justiça.
Além de Ozin, Orlando da Silva Albuquerque, o Coroa, Carlos Daniel Araújo Xavier e Valdir Silva de Souza também foram condenados. Somadas, as penas ultrapassam os 80 anos de prisão.
O quarteto foi sentenciado pelo Juiz da Vara de Delitos e Organizações Criminosas de Rio Branco, Robson Aleixo. O grupo foi denunciado pelos crimes de integrar organização criminosa, tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito.
Ozin recebeu pena de 28 anos e 16 dias, Orlando da Silva Albuquerque de 24 anos e 3 meses, Carlos Daniel de Araújo de 17 anos e 6 meses e Valdir Silva de Souza de 14 e 9 meses.
Anteriormente Ozin tinha sido condenado por um vários crimes a uma pena de mais de 41 anos de prisão, após cumprir 21 anos, foi posto em liberdade, mas cinco dias depois foi preso. “ Essa condenação é muito importante, pois são as principais lideranças do Bonde dos 13. Pessoas que ordenavam execuções e crimes em todo o estado”, disse o promotor do GAECO Bernardo Albano.
Francisco das Chagas, Carlos Daniel e Valdir Silva foram presos no dia 02 de julho do ano passado durante uma operação da DENARC. Com os então acusados os policiais apreenderam 3 armas de fogo.
Acesse rápidoGaeco: MPAC obtém condenação de membros de facção criminosa presos na operação TroiaHomem é baleado na porta de casa e morre no carro do irmão a caminho do PSJovem é executado com tiro de misericórdia na cabeçaPolícia Civil cumpre 18 mandados de prisão e busca e apreensão contra organizações criminosasHomem é baleado ao tentar ferir PMs com terçado em Rio BrancoCasal é perseguido ao se perder na Baixada e mulher acaba baleada; ela perdeu 3 dedos

Fonte: A Tribuna do Acre