Pretende receber Bolsa Família em 2021? Conteste o cancelamento no DataPrev até HOJE (29)

A contestação do cancelamento no Dataprev é destinado à beneficiários que são assistidos pelo programa Bolsa Família, mas que tiveram o benefício de R$ 300 suspenso. Nesse caso, é preciso que a solicitação seja feita até esta terça-feira (29), através do portal oficial da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev).

Pretende receber Bolsa Família em 2021? Conteste o cancelamento no DataPrev até HOJE (29)
Pretende receber Bolsa Família em 2021? Conteste o cancelamento no DataPrev até HOJE (29) (Imagem: Montagem / Jornal O Norte)

O motivo do cancelamento é devido às informações divergentes ou pelo beneficiário não cumprir os requisitos obrigatórios. Para fazer a regularização junto ao sistema, basta seguir os passos abaixo:

  • Acessar o site oficial do órgão;
  • Realizar a consulta do auxílio emergencial;
  • Inserir os dados desejados e enviar;
  • Após a divulgação da recusa e o motivo do cancelamento, clicar na opção para contestação;
  • Realizar a requisição e aguardar a resposta junto ao site.

Para realizar o pedido, é preciso que o beneficiário esteja dentro das regras necessárias. São elas: ser maior de 18 anos, não ter emprego formal, não ter recebido benefício ou seguro-desemprego, renda familiar até 3 salários mínimos ou renda individual até meio salário e não ser servidor público.

Leia mais: Calendário do Bolsa Família 2021 já está disponível? Governo se pronuncia sobre mudanças

Além disso, está fora da possibilidade de contestação as estiverem cumprindo regime prisional, ser militar, servidor estadual, municipal ou distrital, pessoas que recebem o BEm – Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, receberam denúncia indevida de recebimento do benefício.

Os documentos pedidos no momento da reclamação junto ao site, depende do motivo da suspensão ou cancelamento do benefício. Entretanto, na maioria das vezes é preciso confirmar o nome, o número do documento, por exemplo.

Se o cancelamento foi em virtude do beneficiário já apresentar emprego formal, uma estratégia seria apresentar o documento com a data de contratação do último emprego.

Mais de 190 mil pessoas que receberam o benefício de forma indevida precisarão devolver o valor aos cofres públicos. Para isso, basta acessar este site, informar o CPF assim como todas as informações pedidas, realizar a emissão de uma guia para pagamento.

A quitação do débito pode ser feito através do Banco do Brasil, agências, terminais de auto atendimento. As devoluções do valor serão realizadas por dois meios, aplicativo e site.

Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do Jornal O Norte traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.