Governo da Bahia anuncia estágio para pessoas autodeclaradas pretas; veja como participar

Nesta sexta-feira (20), a cidade de Salvador sob a iniciativa do Esporte Clube Bahia anunciou um programa no município direcionado à vagas de estágio para pessoas autodeclaradas pretas. Para participar do projeto, é preciso seguir alguns pré-requisitos, dentre eles ter nível superior em determinadas áreas. Veja mais informações a seguir.

Governo da Bahia anuncia estágio para pessoas autodeclaradas pretas; veja como participar
Governo da Bahia anuncia estágio para pessoas autodeclaradas pretas; veja como participar (Imagem: Google)

O projeto Preto Tricolor tem a intenção de trazer força, representatividade e oportunidade às pessoas de baixa renda e autodeclaradas pretas. O programa teve iniciativa no dia da Consciência Negra e serve de incentivo às camadas mais baixas do município.

Segundo a diretoria do clube, as pessoas que desejam ingressar nessa iniciativa precisam ter graduação nas seguintes áreas:

  • Marketing;
  • Engenharia;
  • Administração.

Benefícios do Projeto da Bahia

Além da oportunidade oferecida, o Preto Tricolor fornece ao traineer subsídios para que possa haver continuidade no projeto.

São eles:

  • vale-alimentação
  • vale-transporte
  • assistência médica
  • desconto em compras

Além disso, a disponibilidade de escolher um horário que melhor adeque a rotina do estagiário.

Segundo o Clube Bahia, o programa tem apoio da ONU (Organização das Nações Unidas) por meio da UNFPA (Fundo de Populações).

Porém, as parcerias não param por aí. Além das citadas, o Preto Tricolor ainda conta com ajuda da empresa 99 jobs, da ONG Mídia Periférica e do Observatório de Discriminação Racial no Futebol.

Leia mais: SAC empresarial retoma serviços em Salvador; confira horário de atendimento

De acordo com o presidente Guilherme Bellintane, o projeto tende a ganhar mais força:

A gente já conseguiu incluir mais gente ao clube criando plano de sócios popular, camisa popular e as campanhas sociais destes três anos, mas faltava algo assim. Nos últimos dias saiu um estudo inédito que mapeou ações afirmativas em 23 multinacionais do país. É um movimento que vem ganhando musculatura e o Bahia se vê obrigado a contribuir

Para se inscrever, basta clicar aqui.

Mercado de trabalho para população negra

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que o mercado de trabalho ainda fornece empecilho para a população negra e que apesar da comunidade pertencer a mais de 55% da população brasileiro, a representatividade ainda tem sido um tema difícil a ser conquistado.

Outro dado alarmante é o fato de que pardos e pretos estão no grupo de menor índice de remuneração no Brasil. De acordo com a Pesquisa de Emprego e Desemprego a maioria está inserida nas áreas:

  • Agropecuária;
  • Construção Civil;
  • Serviços Domésticos.

Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do Jornal O Norte traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.