Solicitações para linha de crédito que antecipa saque aniversário FGTS começam segunda-feira (27)

Para aqueles que não aguentam mais a espera para sacar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), a Caixa Econômica Federal vai lançar na próxima segunda-feira (27) uma linha de crédito para antecipar o benefício.

Linha de crédito antecipa saque aniversário FGTS
Linha de crédito antecipa saque aniversário FGTS . (Imagem: divulgação)

O anúncio foi feito pelo presidente da Caixa Econômica Federal Pedro Guimarães, contudo os valores serão disponíveis apenas para aqueles que escolheram a opção saque aniversário do FGTS.

A notícia boa é que a caixa vai disponibilizar até 3 anos do benefício ou seja três parcelas. A taxa de juros também é algo atrativo: 0,99% ao mês. A caixa divulgou ainda que o mínimo para saque é de R$ 2 mil.

O presidente da Caixa Econômica informou que a estimativa é de que 5 milhões de reais sejam emprestados através dessa linha de crédito. A adesão pode chegar até um milhão de pessoas.

A caixa informou ainda que 6,1 milhão de trabalhadores já optaram pela modalidade saque aniversário. Desses 3,4 milhões são correntistas da Caixa. Para contratar o serviço através da instituição financeira basta entrar em contato através do internet banking.

Leia mais: Veja calendário para saques do FGTS de trabalhadores nascidos em março e abril

Guimarães revelou que a medida foi adotada para evitar que trabalhadores compareçam às agências gerando aglomerações. O presidente da Caixa destacou ainda a taxa de juros, mais baixa do que do empréstimo consignado.

O que especialistas dizem sobre saque do FGTS

Essas medidas possibilitaram a facilidade em retirar o benefício, entretanto, especialistas analisam se retirar o saque aniversário do FGTS é de fato a opção mais correta.

Economistas afirmam que quem já tem uma reserva de emergência ou já é uma pessoa investidora é mais seguro não sacar e aguardar. O mesmo vale para quem não tem uma reserva de emergência é melhor deixar o dinheiro guardado em vez de se arriscar e utilizar em gastos desnecessários ou direcionar para o tesouro direto.

A cautela também deve cercar aqueles que possuem algum tipo de financiamento, como da casa própria. Esse grupo também não deve mexer na conta do FGTS, pois o benefício pode ser utilizado para pagamento de prestações e entrada na casa própria para aquisição do imóvel.

Mara Rodrigues é formada em jornalismo pela Universidade Estácio de Sá com mais de 13 anos de experiência. Já atuou como repórter de economia e polícia do jornal O Estado, repórter de cotidiano da TV Diário e assessora de comunicação. Atualmente trabalha como repórter de cotidiano da TV Cidade, filiada da Record TV no Ceará e dedica-se a redação do jornal O Norte.