Mais de 12 mi de pessoas estão desempregadas no país; taxa cresce e chega a 13,6%

O IBGE estima que o número de pessoas desempregadas no Brasil aumentou em cerca de 300 mil cidadãos só na última semana.

Mais de 12 mi de pessoas estão desempregadas no país; taxa cresce e chega a 13,6%
Mais de 12 mi de pessoas estão desempregadas no país; taxa cresce e chega a 13,6% (Imagem: Reprodução Google)

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE vem realizando várias pesquisas sobre os  Impactos do Covid-19 . Em uma delas, do meio de agosto, os dados apontaram para uma leve queda no número de desempregados nesse período de pandemia. No entanto, na última sexta-feira o IBGE divulgou novos dados que mostram um crescimento nesse percentual.

A coordenadora da pesquisa, Maria Lúcia Vieira, explicou os dados de agora:

“Comparando com o início da pesquisa, o saldo da nossa investigação é que a população ocupada está menor, em 2,9 milhões de pessoas. A população desocupada está maior, pouco mais de 3 milhões de pessoas. E a taxa de desocupação também está maior em 3,2 pontos percentuais. Isso num contexto em que a população informal vem caindo também”, disse ela.

Pandemia e desemprego

Já era esperado que a pandemia influenciasse na economia brasileira, consequentemente, no número de desempregados. Afinal, muitas empresas ficaram por meses fechadas e outras encerram as suas atividades completamente.

O número de pessoas desempregadas acabou chamando bastante atenção. Em maio, eram pouco mais de 9,8 milhões de pessoas desempregadas, já na quarta semana de julho esse número chegou a quase 12,9 milhões, um aumento de 31%.

Retorno ao mercado de trabalho

Com a abertura gradual da economia, existe a tendência que esses números de pessoas desocupadas caiam, afinal, as empresas retornam e sua força de obra também.

Leia mais:IBGE registra aumento do desemprego e divulga estados que tiveram maiores índices

A quantia de pessoas em trabalho remoto está estável em 8,6 milhões de pessoas nas últimas semanas. Mas, a tendência é que esse número diminua gradualmente.

A estimativa do IBGE é que cerca de 1,1 milhão de pessoas retornaram as suas atividades de trabalho na primeira semana de agosto

O Governo Federal já anunciou que as novas quatro parcelas do auxílio não serão pagas àquelas pessoas que retornaram ao mercado de trabalho, pois, elas já têm, teoricamente, condições de manter suas famílias.

Facebook Comments

Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha com professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora do jornal O Norte.