Mais quatro blocos do Pinheiro serão demolidos nesta segunda-feira (6)

Prédios começam a ser demolidos no Jardim Acácia

Começou hoje (06), a demolição de mais quatro blocos do Conjunto Habitacional Jardim Acácia, localizados no bairro do Pinheiro, em Maceió. A medida foi adotada pelo Município devido à evolução do processo de subsidência na região e o aumento do risco de tombamento das esculturas.
Serão demolidos os blocos 10, 14, 16 e 17, todos localizados em área já interditada pela empresa Braskem, através de Termo de Cooperação Técnica.
A demolição será realizada por meio do Termo de Cooperação Técnica 3 firmado entre a empresa Braskem e a Prefeitura de Maceió – que estabelece a mútua cooperação em busca de soluções para os problemas enfrentados nos bairros afetados pela instabilidade de solo provocada pela atividade de mineração -, segundo relatório do Serviço Geológico do Brasil (CPRM). O serviço será executado por empresa de engenharia contratada pela Braskem, mediante solicitação expressa da Defesa Civil Municipal.
O Plano de Demolição Controlada foi construído por profissional de Engenharia Civil com mestrado em estrutura após avaliação dos impactos da demolição na área de instabilidade de solo. Pelo cronograma, as demolições acontecem de forma gradativa, iniciando-se no dia 06/07, pelo bloco 14; no dia 09/07, com a demolição do bloco 16; seguindo-se no dia 13/07, com a demolição do bloco 17; e, no dia 15/07, com a demolição do bloco 10. A previsão de conclusão do cronograma, com a limpeza da área e retirada do isolamento, é o dia 7 de setembro.
A área no entorno dos prédios que estão com a estrutura colapsada já está isolada desde o mês de junho, devido ao risco de tombamento. O trânsito está parcialmente interditado para segurança da população que transita na região.
Com o isolamento, parte da Alameda Dr. Claudenor de Albuquerque Sampaio e da Rua Professor Mário Marroquim ficarão fechadas provisoriamente, além da manutenção do isolamento da Rua Manoel Menezes, no trecho que vai da Rua Professor Mário Marroquim até a Travessa São Benedito.
Os proprietários dos apartamentos afetados e que receberam Ajuda Humanitária foram comunicados da demolição e estão recebendo da Defesa Civil Municipal uma Declaração de Inabitabilidade, que traz informações oficiais sobre a demolição. Aqueles que ainda não tiveram acesso ao documento podem obter mais informações pelo número 199.
*com Assessoria

Fonte: Cada Minuto

Facebook Comments