Permanecem fechadas as agências do INSS; veja como fica o atendimento durante a pandemia

A reabertura das agências de Previdência Social foi adiada pela sexta vez e marcada para 24 de agosto. A medida considerou o avanço do número de pessoas contaminadas por Covid-19 em todo o país. Até lá, os segurados vão continuar dependendo do atendimento a distância, pela Internet, pelo aplicativo Meu INSS ou pela central telefônica 135.

Permanecem fechadas as agências do INSS; veja como fica o atendimento
Permanecem fechadas as agências do INSS; veja como fica o atendimento (Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Os serviços que só podem ser prestados com a presença do segurado, como a prova de vida, continuam suspensos. O INSS estendeu o prazo para quem estava com o benefício ativo em março. A entrega de documentos complementares também está suspensa de forma presencial. O serviço pode ser feito pelo aplicativo, com envio digitalizado.

Como procurar atendimento no INSS

Serviços que dependem de perícia médica, por exemplo, não estão sendo realizados. O órgão decidiu adiantar pagamento de R$ 1.045 por mês para segurados aprovados em uma análise prévia. Para conseguir o adiantamento do auxílio-doença, é preciso solicitar por meio do aplicativo, enviando a imagem digitalizada do relatório médico que atesta incapacidade para o trabalho.

Atendimentos relacionados a aposentadoria e pensão também podem ser feitos pelo aplicativo. No primeiro acesso, é necessário cadastrar e registrar uma senha para envio de documentos digitalizados. Em relação ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), o INSS está pagando R$ 600 mensais durante três meses, para idosos e pessoas com deficiência em situação de vulnerabilidade. O pedido e a análise são feitos remotamente.

Leia mais: INSS: Pedidos de atualização em benefícios devem ser feitos pela Internet.

O plano de retomada das agências prevê atendimento parcial, de seis horas diárias, apenas para trabalhadores com agendamento prévio. Serão retomados apenas os serviços que não podem ser feitos a distância, como perícia médica, avaliação social, cumprimento de exigência, justificação administrativa, reabilitação profissional e justificação judicial.

O INSS informou que vai avaliar o perfil de cada agência, considerando a idade dos funcionários, quantidade de atendimentos diários e estrutura física do prédio. Os canais de atendimento remoto são:

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do Jornal O Norte.