Prefeito de Manaus oferece NOVO auxílio de R$ 200; saiba QUEM tem direito

Foi anunciado pelo Prefeito de Manaus, David Almeida, neste domingo (24), que será enviado para a Câmara Municipal da cidade, nesta terça-feira (26), o pedido da criação do ‘Programa Auxílio Manauara’, que deve pagar R$ 200 para 40 mil famílias de baixa renda durante seis meses.

Prefeito de Manaus oferece NOVO auxílio de R$ 200; saiba QUEM tem direito
Prefeito de Manaus oferece NOVO auxílio de R$ 200; saiba QUEM tem direito (Imagem: Reprodução / Google)

O intuito é auxiliar a população em situação de vulnerabilidade social, que foi agravada pela pandemia. Entre as medidas de enfrentamento ao novo coronavírus está a proibição de funcionamento do comércio não essencial até o dia 31 deste mês.

Inicialmente o auxílio deveria ser pago em abril. Porém, por conta do agravamento da pandemia da Covid-19 na cidade, o prefeito e os vereadores decidiram, em comum acordo, pela antecipação do pagamento já para fevereiro.

Leia mais: INSS: Saiba QUANTO autônomos e MEIs vão pagar de contribuição em 2021

O Auxílio Manauara é uma das promessas de campanha do prefeito David. No total, 40 mil famílias vão poder receber o benefício mensal no valor de R$ 200.

O benefício é uma forma de garantir o mínimo de dignidade a quem perdeu o emprego ou a renda, que tinha durante a pandemia do novo coronavírus.

Quem terá direito?

A ideia é que famílias inscritas pelo Cadastro Único para programas sociais do governo federal, além das famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza, pessoas beneficiárias do programa Bolsa Família e trabalhadores informais abaixo da linha da pobreza sejam beneficiadas. 

De acordo com a prefeitura, a meta é pagar a primeira parcela do benefício já em fevereiro. 

Leia mais: Covid-19: Amazonas tem restrição na circulação de pessoas a partir de HOJE (25)

Medidas restritivas 

O Amazonas vem sofrendo com um colapso no sistema de saúde há alguns dias, com os hospitais lotados e a falta de oxigênio nas unidades. Até este domingo (24), mais de 7 mil pessoas morreram com a doença somente no estado.

Mais de 200 pacientes foram transferidos para outros estados brasileiros. Nas últimas 24 horas foram registrados 1.152 novos casos da doença e 58 óbitos. 

Com isso o Amazonas decretou novas medidas de restrição no estado inteiro. Agora as cidades contarão com um toque de recolher de 24 horas por dia. De cada família, apenas uma pessoa pode ir ao supermercado, farmácia e outros estabelecimentos que estão disponíveis.