Pretende dar entrada na aposentadoria INSS em 2021? Veja as NOVAS regras!

O Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) divulgou novas regras para quem deseja solicitar aposentadoria em 2021. As mudanças acontecem nas chamadas regras de transição. As alterações são no quesito idade, sistema de pontos e tempo de contribuição.

Pretende dar entrada na aposentadoria INSS em 2021? Veja as NOVAS regras!
Pretende dar entrada na aposentadoria INSS em 2021? Veja as NOVAS regras! (Imagem: Montagem / Jornal O Norte)

As modificações são fruto da Reforma da Previdência. Entre elas estão a média dos salários, o tempo de contribuição e as chamadas regras de transição. Estas funcionam para trabalhadores que já contribuíam com a Previdência Social antes mesmo da reforma e, por conta disso, haverá a permissão da aposentadoria antes do tempo proposto, deixando o trabalhador ter a livre escolha de decidir qual melhor lhe aprouver.

Caso o segurado já cumpra as regras para a aposentadoria desde o dia 13 de novembro e ainda não tenha iniciado o protocolo de requisição do benefício, as regras aplicadas são as de antes da reforma. Essa regra serve também para quem pediu em data posterior a essa, mas que cumprem com as regras para petição da aposentadoria.

Leia mais: Cartórios passam a autenticar documentos pela internet; saiba como solicitar

Confira as mudanças das regras de transição:

  • Sistema de Pontos;
  • Idade Mínima e Tempo de contribuição;
  • Idade;
  • Pedágio de 50%.

Novas Regras do INSS

O sistema de pontos funciona como um placar em que o beneficiário para conseguir se aposentar precisa alcançar o valor determinado. Os pontos são equivalentes a 87 para mulheres e 97 para homens.

Esse placar tem a ver diretamente como o tempo de contribuição da Previdência: 35 para homens e 30 para mulheres. Com a transição, a contagem de pontos aumentou, contabilizando 100 para mulheres e 105 para homens.

O tempo de contribuição com a idade mínima indica uma faixa etária de 56 anos para mulheres e 61 para homens para conseguir aposentar. Por sua vez, o tempo de contribuição é 30 anos para mulheres e 35 homens. Com a transição, a idade aumentou para 57 mulheres e 62 para a população masculina.

Leia mais: INSS 2021: Auxílio-doença volta a exigir perícia médica; saiba como agendar

A transição por idade se dá como sendo 65 para homens e 60 para mulheres. Contudo, neste novo parâmetro, a idade da mulher irá aumentar em um ano. A transição por pedágio 50% é uma alternativa para quem deseja uma aposentadoria imediata.

O prazo para adiantamento é 2 anos. Isto é, quando o tempo de contribuição restante for de 2 anos, o segurado pode aposentar. Entretanto, vai pagar um pedágio de 50% do tempo restante.

Por exemplo, caso o tempo restante seja 1 ano, a pessoa para se aposentar, vai precisar cumprir a função por mais 6 meses. Com a nova mudança, o trabalhador precisará executar as atividades por mais 2 meses em 2021, isto porque com o aumento da expectativa de vida, há a necessidade de compensação do fator previdenciário.

Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do Jornal O Norte traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.